Há estrelas a despontar

Xangai (China) recebeu a segunda prova da Liga Diamante e registou alguns bons resultados e, principalmente, novas estrelas, como o sul-africano Luvo Manyonga, que no decorrer do seu concurso no salto em comprimento bateu três vezes o recorde do meeting: 8,48, 8,49 e finalmente 8,61, também recorde da Liga Diamante. É a terceira vez esta época que o sul-africano salta acima de 8,60 e agora ao nível do mar!
Depois, o jovem de 19 anos, o norte-americano Noah Liles , campeão mundial junior, que venceu os 200 metros em 19,90 segundos (igualando a melhor marca mundial do ano). Depois, destaque pela luta até aos metros finais nos 110 m barreiras, com o jamaicano campeão olímpico Omar McLeod (13,09) a vencer o espanhol Orlando Ortega (13,15), vice-campeão olímpico.
Houve recordes do meeting nos 400 metros barreiras, por Bershawn Jackson (48,63) e nos 3000 metros obstáculos femininos, com Ruth Jebet a desforrar-se da derrota sofrida em Doha vencendo agora em 9.04,78.
Depois uma palavra para a prova épica de salto com vara , entre o francês Renaud Lavillenie e o norte-americano Sam Kendriks. Na fase final, entre falhas e jogos tácticos, Lavillenie não foi além dos 5,83 m enquanto Kendriks passou 5,88!

 

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado.