Norueguês afasta Pinto da tabela de recordes

O recorde europeu de maratona volta a pertencer a um só atleta, já que o norueguês, ex-campeão europeu U23 10 000 m, Sondre Nordstad Moen, venceu a Maratona Fukuoka este domingo numa marca fantástica, de 2:05.48, tornando-se o primeiro atleta europeu da história a quebrar a barreira 2:06 na distância!
O anterior recorde europeu pertencia, ex aequo, ao português António Pinto, o primeiro a correr em 2:06.36, mais tarde igualado pelo francês Benoit Zwierzchlewski.
Após os mundiais de Londres, onde não conseguiu brilhar nos 5000 m, Moen “virou a agulha” para a estrada e não parou de surpreender, fazendo uma corrida de meia maratona impressionante em Valência, em 59:47, subindo ao pódio dos melhores europeus de sempre na distância, atrás de Mo Farah (59:22) e de António Pinto (59:43).
Moen, que entrou na corrida com recorde pessoal de 2:10:07, obtido na Maratona de Hannover em abril, estabeleceu o objectivo de quebrar a barreira 2: 08 em Fukuoka. Contudo, o atleta de 26 anos ultrapassou completamente essa meta, cortando a fita de meta no Estádio Heiwadai em 2:05:48, com um split negativo considerável (63.19 – 62.29).
Em declarações à IAAF, Moen afirmou que “estava confiante de que poderia correr em 2:07, e em um bom dia, talvez até às 2:06, mas não esperava 2:05. Hoje, o clima estava bom e as lebres fizeram um trabalho muito bom. Eu tive muita energia nos momentos finais da corrida”.
Em Fukuoka, Moen derrotou o campeão olímpico de 2012, o ugandês Stephen Kiprotich, que terminou em 2:07.10, com o japonês Suguru Osako em terceiro (2:07:19).