Mike Powell quer treinar futuro recordista

recordista mundial Mike Powell
Mike Powell (foto página oficial)

Mike Powell, o recordista mundial do salto em comprimento, com 8,95, desde 1991, já há 26 anos (!), está na Índia para a promoção de uma corrida de estrada, a Tata Steel Kolkata 25 km Marathon, que apresenta como cabeça de cartaz na corrida, o etíope Kenenisa Bekele, que é o principal favorito ao triunfo da prova.

À margem dessa corrida, durante as muitas ações de promoção, em entrevista ao site NewsX, com a sua presença, Mike Powell acabou por dar conta de um desejo: “Eu quero treinar alguém que possa bater o meu recorde”!

Na sequência, Mike Powell afirmou que os atletas de hoje têm um défice de conhecimento que só pode ser adquirido com os mais velhos.

“Estou à procura de uma boa oportunidade de treinar em algum lugar. Eu gostaria de ver alguém, que eu treine, bater o meu registo”, disse Mike Powell à margem do evento TSK 25K marathon run.

O embaixador da marca, espera “que a oportunidade de treinar alguém possa surgir, mas é meio estranho para mim, porque quando eu estava a competir, tentava encontrar todas as respostas. Falaria com Bob Beamon e Carl Lewis até. Mas agora os jovens, eles não nos procuram. Eles só me dizem que querem bater o meu recorde. Eu digo ok, como? Então eu gostaria de treinar alguém, porque ninguém está perto da minha marca até agora”.

Com 54 anos de idade, Mike Powell continua: “Eu era um jogador de basquetebol. Fiz algumas coisas incríveis na ginástica. Eu era forte, mas a minha habilidade de saltar natural, consegui-a no basquetebol”. Durante o meu tempo, houve muitos saltadores ao mais alto nível. Para mim, a expectativa era saltar muito longe como eu tinha que fazer. Agora, os saltadores são muito talentosos, mas eles não parecem ter a mesma mentalidade ”

Continuando a sua “lição”, Mike Powell afirma que “tivemos a obrigação de promover o desporto. Sempre que eu competia, queria fazer o meu melhor para os fãs. Em 1992/93 saltei 8,38 e fiquei realmente chateado. Então eu disse a mim mesmo, vamos ser um ‘showman’. Os que se destacam, no atletismo em particular, são aqueles que têm carisma e têm qualidade de ‘showman’. Quando era o bebé da minha família, ansiava pela atenção. Então, nas pistas, era natural que eu fosse lá e entretivesse a multidão”.

 

A corrida em 2017

 

Kenenisa Bekele
Kenenisa Bekele, Valentine Kipketer e Helah-Kiprop (foto Procam Internacional)

 

No que concerne à corrida em si, na conferência de imprensa antes da prova, o multi-campeão etíope, Kenenisa Bekele, mostrou-se capaz de fazer uma séria tentativa melhorar o recorde mundial de 25km, que é de 1h11m18s, e foi estabelecido pelo queniano Dennis Kimetto em 2012.

“Ao nível do mar é possível quebrar o recorde mundial, se as condições não forem extremas e se o nível de poluição estiver dentro do controle, então você pode respirar correctamente e suas pernas funcionam bem. Embora eu ainda não tenha visto o percurso, acho que estou pronto para correr abaixo de 1h12 “, comentou Bekele, cuja melhor marca na distância é de 1h12m47, um tempo intermédio registado o ano passado na Maratona de Berlim, em que venceu com a marca de 2h03m03.

A página oficial da prova e os corredores de elite podem ser vistos AQUI.