S. Silvestre da Amadora renova-se

Conferência de imprensa de apresentação da prova

A 43ª edição da S. Silvestre da Amadora, a mais antiga em Portugal continental (afinal, a única que é de S. Silvestre, em homenagem ao santo do último dia do ano!), tem novamente a partida marcada para as 18 horas (a elite feminina parte dez minutos mais cedo), sendo antecedida pelo habitual desfile dos carros clássicos e motociclos, que alertará a população para a corrida que se segue e que terá em Rui Pinto, do Benfica, o vencedor das duas últimas edições, o cabeça de cartaz da corrida.

Este ano, em estreia, haverá a Corrida das Crianças (para os nascidos entre 2004 e 2012), que será dividida em bambis, benjamins A, benjamins B e infantis, com distâncias diferentes para cada um dos grupos etários.

É o toque que faltava para que a S. Silvestre da Amadora se tornasse uma prova ainda mais familiar, juntando muitos corredores, esperando o responsável pela organização técnica da prova, Hugo Sousa, que rapidamente se esgotem as 1500 inscrições para esta corrida.

Rosa Mota e Carlos Lopes

Com a presença de Rosa Mota, que recordou a sua primeira participação na prova, e o que motivou a sua participação lúdica no ano passado, «que me levou a treinar um pouquinho mais, depois de ter feito a prova em 42 minutos», e de Carlos Lopes, que também recordou o passado e se mostrou agradado com o facto de o clube organizador, o Desportivo Operário do Rangel, e a Câmara Municipal da Amadora, «terem feito esta aposta na corrida, que deu para chegar a um ponto de ser uma das melhores do mundo. Inclusive, cheguei a trocar S. Paulo pela Amadora pelo muito que esta prova dava, especialmente pelo público».

E é precisamente o público da Amadora que deixa os corredores agradados. «São aos milhares, em todas as ruas, incentivando os atletas», recorda a presidente do município, Carla Tavares, que recorda os momentos em que, menina e moça, vinha para a rua com os familiares “puxar” pelos atletas”.

A elite na prova

Nesta edição da S. Silvestre da Amadora, para além de Rui Pinto, do Benfica, estão confirmados Hugo Correia [um amadorense, terceiro no ano passado], Licínio Pimentel e Miguel Moreira, todos do Sporting, e Hugo Almeida, do Sporting de Braga.

Em femininos, o Sporting estará representado por Inês Monteiro, Ana Ferreira e Sandra Teixeira, estando ainda presentes, Cláudia Pereira, do GFD Running, e Mónica Silva, individual.
Uma vez mais, os 25 primeiros classificados da geral da S. Silvestre da Amadora terão direito a um prémio monetário, com os vencedores (masculino e feminino) a serem agraciados com 1500 euros, e o 25º com 50 euros.

Mais informações no site da prova e no facebook.