Miocardite derrota Jacko Gill

Jacko Gill, em competição no Rio de Janeiro 2016 (foto arquivo)

Jacko Gill, o lançador neozelandês de 22 anos, que competiu no meeting do Sport Lisboa e Benfica no verão passado, e que esteve na final do mundial de Londres (9º classificado), que o seu compatriota Tom Walsh venceu, está com a sua carreira suspensa – pelo menos durante seis meses! – devido a miocardite.

Segundo comunicação da federação da Nova Zelândia, «com uma gestão cuidadosa, ele poderá retornar aos treinos e à competição na segunda metade de 2018», tornando assim impossível ao atleta qualificar-se para os mundiais de pista coberta do próximo ano e também para os Jogos da Commonwealth, competição entre os países de língua oficial inglesa.

Jacko Gill, que em 2010 se tronou o mais jovem campeão mundial júnior de sempre, retirando do topo dessa lista o jamaicano Usain Bolt, afirmou à comunicação social do seu país que acordou a meio da noite com dores no peito e correu para o hospital.

Miocardite suspende carreira

Após oito horas e vários exames, a confirmação de um problema cardíaco grave para o atleta: miocardite ou inflamação do músculo cardíaco que reduz a sua capacidade de bombear o sangue. Esta inflamação é geralmente provocada por um vírus.

Segundo o porta-voz da federação neozelandesa, a maioria das pessoas que sofrem desta patologia recuperam sem complicações, mas, em casos raros, quando a inflamação é muito grave, podem ocorrer danos a longo prazo.

Em declarações ao “New Zealand Herald”, Jacko Gill afirmou sentir-se «perdido quando recebi esses resultados. Foi um choque! Eu não estava realmente esperando nada, quando senti as doras, mas eu queria que fosse verificado para estar mais seguro».

E Jacko Gill continuou: «ter um problema cardíaco significativo na minha idade é um pouco preocupante, mas há outros atletas de alto desempenho que passaram por situações similares. É apenas má sorte. Foi um choque nas últimas duas semanas».

Agora enfrenta a pausa inesperada na carreira. «É decepcionante não conseguir participar nos Jogos da Commonwealth no ano que vem. Eu estava em boa forma, então estou desapontado por não poder lutar por essa medalha de ouro, mas volto em 2020 (para os Jogos Olímpicos de Tóquio) e antes nos Campeonatos Mundiais de 2019», concluiu Jacko Gill.