Informação sobre medicamentos proibidos

Página de informação

Vamos falar de doping. Não dos alegados prevaricadores ou inocentes, não dos já condenados, mas sim de algumas facilidades de informação sobre medicamentos proibidos, que se vão produzindo em todo o Mundo com foco no atleta.

De facto, de ano para ano, a lista das substâncias proibidas é publicada num longo documento, pouco decifrável para o comum dos atletas, que para tomar uma aspirina têm de conhecer todos os seus componentes, isto em exemplo, claro, pois a aspirina não tem nada proibido na sua composição, e a lista tem substâncias, não medicamentos proibidos.

Dada a complexidade deste simples facto de saber se um medicamento pode ou não colocar problemas aos atletas, já se conhecem algumas novidades em termos internacionais para facilitar a vida do atleta. Pouco a pouco, alguns países têm criado sistemas muito interessantes de ajuda aos atletas, como é o caso de um sexteto (Canadá, Grã-Bretanha, Estados Unidos, Suíça, Japão e Austrália), que podem utilizar uma página na net (Global Dro – The WADA prohibited list in action!), que auxilia rapidamente a saber se esses são medicamentos proibidos.

Outros países têm informações próprias nas suas páginas de internet, que ajudam também nessa busca.

A aplicação espanhola

 

A aplicação do país vizinho

A Espanha, noutro passo ainda mais avançado, tem uma aplicação, quer para computador, quer para equipamentos móveis, que também está muito interessante. Permite muito mais coisas, inclusive tem informação sobre as consequências que várias substâncias proibidas têm no corpo humano.

Para os atletas portugueses, esta ferramenta – ou uma similar-, está disponível, desde há uns meses, como o Dr. Arnaldo Abrantes nos fez reparo, numa plataforma chamada “Jogo Limpo”. 

Esta plataforma está simples de consultar e tem várias respostas a perguntas frequentes sobre este tema.