Ronda Regional… 2018.01

Pistas...

O fim-de-semana passado foi pródigo em competições de atletismo. Já tivemos oportunidade de dar conhecimento de resultados dos Campeonatos de Portugal de Marcha Atlética de 35 km, estrada, e também do Meeting Prof. Moniz Pereira, em pista coberta.

Também demos informação sobre a excelente marca de Tsanko Arnaudov, participando como extra em Pombal.

Agora, vamos para a nossa ronda regional, que merece paragens em vários lugares, mas com destaque particular na Maia, com os Campeonatos de Inverno da Zona Norte, e em Pombal, com os campeonatos distritais de Castelo Branco, Coimbra, Leiria e Santarém. De referir que, de uma forma geral, as provas tiveram uma grande quantidade de participantes, restando agora que essa participação se mantenha, mas que a componente da qualidade comece também a marcar presença.

Sporting de Braga domina a Norte

As equipas masculina e feminina do Sporting de Braga sagraram-se campeãs da Zona Norte, nas provas que decorreram na pista da Maia, nalguns casos com forte vento. Em femininos, as bracarenses impuseram-se ao Lavra e ao Maia, enquanto em masculinos o Maia foi segundo, com o Atlético da Póvoa a ser terceiro.

São o resultado colectivo desta primeira paragem da nossa Ronda Regional.

Como seria de esperar, as provas tiveram resultados de princípio de época para a esmagadora maioria das atletas, destacando-se os 60 metros, com Carlos Nascimento (do Sporting), a vencer, como extra, em 6,87 (v:+1,6); o lançamento do dardo masculino, com Mário Marques (SC Braga), a lançar 62,89 m; para os 400 m femininos, com a juvenil Ana Costa (Boavista) a correr em 57,00 segundos (recorde pessoal); e uma nota para os 800 m femininos: triunfo da júnior Mariana Machado (que foi confirmada para representar a Europa no crosse de Edimburgo no próximo fim-de-semana), do SC Braga, em 2.17,97, à frente da colega de equipa Francisca Martins (2.19,67) e da juvenil Mariana Regalo, do Maia (2.22,19), filha do olímpico… José Regalo.

Pombal a “rebentar pelas costuras”

Sendo a única pista coberta do país, com tantas solicitações e com o aumento de praticantes, Pombal começa a ser uma estrutura “curta” para tantos pedidos, como podemos constatar nesta ronda regional. Foram imensos atletas em diversas provas, especialmente na velocidade, mas também noutras corridas e nos saltos horizontais.

A constante quebra do número de pistas com capacidade para acolher a totalidade das provas da modalidade (principalmente nos lançamentos e nos saltos verticais) e as dificuldades do seu treino estão a fazer-se sentir.

Mas, regressando às provas, que tiveram como ponto alto a presença de Tsanko Arnaudov, houve outros resultados que merecem uma breve nota, como o do benfiquista Frederico Curvelo, que depois de vencer no Jamor a prova de 60 metros, no dia seguinte correu os 200 metros em Pombal (21,91).

Nos 60 m, Joana Carlos (J. Vidigalense), fez 7,77 segundos; nos 400 m, Nora Suarez (Espanha), fez 58,80, derrotando a sportinguista Sofia Duarte (59,61); na mesma distância, em masculinos, o sportinguista Diogo Pinhão correu em 49,63 segundos; nos 3000 m, Daniel Gregório, do CA Seia, fez 8.30,60.

Nos distritais de Leiria, o Juventude Vidigalense sagrou-se campeão em masculinos e femininos, em ambos os sexos à frente do AC Vermoil.

Santarém com títulos divididos

Sem sair do mesmo sítio, a nossa ronda regional passa pelos distritais de Santarém, que o GA Fátima venceu em femininos, e o Casa do Povo de Alcanena venceu em masculinos.
Em termos individuais, destaque regional para o recorde de Santarém por Vanessa Rocha (GA Fátima) no triplo-salto (12,37); e para a prova de 3.000 metros planos, que Bruno Batista (CN Rio Maior), venceu em 8.33,62, à frente do seu colega de equipa, César Soares, com 8.36,93.

Aveiro também na ronda regional

Aveiro, realizou na pista de Vagos os campeonatos absolutos, com triunfo colectivo de Grecas (femininos) e NA Cucujães (masculinos), e de sub-23, que voltou a consagrar o NAC em masculinos, e em femininos foi dominado pelo ADREP.

Com muito vento em muitas das provas, e com cronometragem manual na maioria das eliminatórias no primeiro dia, destaque para o recorde regional nos 3000 m marcha obtido por Nádia Cancela (Grecas), com 13.59,5 minutos.

Alentejo e Algarve também mexem

A nossa ronda regional vai agora até Portalegre, que recebeu o Torneio dos Reis, no domingo, no Estádio Prof. Eduardo de Sousa Lima, com triunfo colectivo do AC Portalegre em ambos os sexos, sendo que a Casa do Benfica de Portalegre foi segundo em femininos, à frente de AJ Estremoz, e em masculinos, o segundo foi o União Degolados, com o Casa do Benfica de Portalegre em terceiro lugar.

Nesta mesma associação, mas um dia antes, realizou-se o distrital de corta-mato, que estava integrado no corta-mato de Portalegre. Bruno Paixão, do Beja AC, foi o vencedor da prova de 7500 m, à frente de Simão Albuquerque, NúcleoOeiras, e de Tiago Valério (AC Portalegre), campeão regional. Em femininos (5.000m), triunfou Ana Vintém, do AC Portalegre.

Em Évora, na quinta prova do Critério de corta mato Paulo Guerra, em Redondo, o GD Diana venceu colectivamente, e teve dois atletas a vencer individualmente as corridas mais importantes: Filipe Fialho venceu em masculinos e Raquel Cabaço em femininos.

Mínimos algarvios na marcha

Finalizamos a ronda regional, com a segunda prova do Circuito de Meetings do Algarve, que se realizou em Faro, e que teve na prova de marcha, 10.000 metros, o resultado de maior destaque.

Com Ana Cabecinha a marcar o ritmo (e que referência de luxo), terminando a prova em 45.32,86, Edna Barros foi segunda (46.35,10), não muito longe do seu recorde pessoal, com a júnior Maria Bernardo a ser terceira em 49.52,87, superando a marca de qualificação para o Mundial de Selecções, a realizar na China. As três são atletas do CO Pechão.