Christian Taylor troca triplo por… 400 m

Christian Taylor quer fazer uma pausa mental

O Canal Olímpico, do Comité Olímpico Internacional (COI, na sigla inglesa), tem um vídeo com o bi-campeão olímpico (2012 e 2016) e tri-campeão mundial de triplo-salto, Christian Taylor, em que este dá conta do seu projecto desportivo para 2018 que não passa pela caixa de areia! O segundo melhor atleta de sempre na sua especialidade, com 18,21 em 2015 (a escassos oito centímetros do recorde mundial, que pertence a Jonathan Edwards) afirma que se dedicará aos 400 metros!

«2018 é um ano sem Mundiais ou Olímpicos e eu preciso de uma pausa mental», refere o atleta, que dá conta dessa sua viragem para os 400 metros, que para ele não será novidade, pois em 2014 tomou a mesma decisão conseguindo uma marca de 45,17 e fez parte da selecção dos Estados Unidos que ganhou os 4×400 m na Taça do Mundo de Estafetas, nas Bahamas.

Em acção nas Bahamas

Porém, a caixa de areia continuará a estar no seu foco principal (o seu agente Paul Doyle, admite que o norte-americano poderá competir no triplo-salto em alguns momentos da Liga Diamante), pois Christian Taylor é taxativo: «Não consigo imaginar terminar a minha carreira sem o recorde mundial!».

Com esta ausência, o título mundial em pista coberta fica mais aberto, com o vice-campeão mundial Will Claye e o português Nelson Évora, bronze no mundial, a estarem na primeira linha dos favoritos. Depois, uma vez que dificilmente o recente português Pedro Pablo Pichardo poderá ser autorizado pela IAAF a competir por Portugal, existem outros nomes a ter em conta, como o jovem alemão Max Hess, o jovem francês Melvin Raffin ou o norte-americano Chris Benard.