Federação russa investiga atletas que fugiram ao doping

Caricatura da situação

A federação russa de atletismo divulgou a abertura de uma investigação ao comportamento de dezenas de atletas no decorrer do recente campeonato russo de pista coberta, que decorreu no fim-de-semana passado em Irkutsk, na Sibéria.

De acordo com as notícias russas, reportadas pela “Associated Press”, 36 atletas retiraram-se do campeonato após a chegada dos oficiais de controlo antidoping. Uns alegaram doenças, outros nada alegaram. Pura e simplesmente “deram ás de Vila Diogo”, como se diz no antigo vernáculo popular.

Segundo a federação russa, foram pedidas explicações aos atletas fugidos, até porque já existem episódios no passado que suscitam dúvidas. Segundo a “Associataed Press”, não é a primeira vez que os atletas russos foram acusados de se esquivar a testes de doping. Já no ano passado, A federação russa lançou uma investigação sobre cinco retiradas repentinas numa reunião, mas até agora não reportou qualquer resultado.

Mais, em 2016, a Agência Mundial Antidoping disse que um atleta russo tentou subornar um dos oficiais do doping, enquanto outro fugiu para fora do estádio durante a sua própria corrida!

Será caso para lançar uma nova disciplina com direito a recorde mundial? A fuga ao controlo?