Ronda Regional 2018_06

Marta Pen (DR)

Hoje, na nossa ronda regional, temos uma competição que merecia outra visão mais próxima do acontecimento, mas a publicação dos resultados foi muito tardia, e na jornada de domingo foi impossível tratá-la, o Meeting de Leiria. 

Mas, antes ainda das provas portuguesas, damos conta do recorde pessoal de Marta Pen nos 3000 m, com a marca de 9.03,18 (10ª nos Millrose Games e Nova Iorque).

Em Portugal, no Meeting Cidade de Pombal, destaque para o benfiquista Tsanko Arnaudov, que lançou o peso a 20,86, a segunda melhor marca nacional de sempre depois dos 21,08 metros conseguidos no Europeu de Belgrado 2017. No decorrer do concurso Tsanko fez mais três lançamentos acima dos 20 metros: 20,72, 20,10 e 20,22. Consistência impressionante.

Houve ainda outros registos interessantes, como a abertura da época de Edi Maia com 5,20 na vara; o também regressado Miguel Marques (7,51) no comprimento; a marca de 8,04 segundos de Hélio Vaz nas barreiras; e uma boa corrida de 60 metros, com Carlos Nascimento a vencer (6,76), com Yazaldes Nascimento (6,78) e Frederico Curvelo (6,81) a chegarem depois.

Em femininos, Lucinda Gomes fez 12,94 no triplo (é sexta de sempre), derrotando Shaina Mags por um centímetro (12,93); enquanto Marta Onofre fez a melhor marca da época na vara, com 4,30; e Lecabela Quaresma ganhou as barreiras (8,59) e a altura (1,72).

António Vital Silva lançou 70 m no martelo

Entretanto, a Ronda Regional vai até Lovelhe (Vila Nova de Cerveira), onde se realizou a 3ª Jornada de Lançamentos, com marcas de relevo.

Assim, António Vital Silva fez 70,00 metros exatos no martelo, e o seu irmão Filip,e lançou 51,37 m no disco, perdendo aqui com o espanhol do Sporting, Frank Casañas (56,65); e o júnior Leandro Ramos lançou o dardo a 68,75 (o recorde de Tiago Aperta, 73,94, está mais acessível). O destaque feminino vai para os 56,42 de Irina Rodrigues no disco.

Ainda no Minho, Guimarães recebeu o regional de lançamentos (na pista Gémeos Castro), sem resultados de relevo, enquanto nas provas extra, Eduardo Sá, do SC Braga, correu os 200 m em 21,94 (+0,5), e os 60 m em 7,06 (s/vento).

Mais “ao lado”, em Vila Real, a pista da UTAD recebeu o Torneio Regional de provas Combinadas, com pouca participação, enquanto Coimbra levou a efeito (conjuntamente com Leiria) o Triatlo Técnico de juvenis, onde estiveram 11 atletas, mas sem marcas de relevo.

Para lá do Samuel Barata…

Entretanto, em Lisboa, nas provas-extra ao triatlo técnico, na pista Moniz Pereira, no Lumiar, para além da marca de 28.53,5 de Samuel Barata, houve outros resultados interessantes, como o lançamento do dardo, com Sílvia Cruz (Sporting) a obter 47,65 metros, à frente de Marlene Araújo, do Sp. Braga (44,84).

Em masculinos, a ronda regional ainda destaca dois benfiquistas também se distinguiram: o russo Victor Butenko fez 59,41 m enquanto o junior Emanuel Sousa fez 54,54 m (disco de 1,750 kg).

No triatlo técnico de infantis triunfos de João Fernandes, do Sporting (1082 pontos) e Helena Pato, do Benfica (1394 pontos).

Campeonatos do Norte de Corta-Mato

A ronda regional esteve ainda no Norte, com os Campeonatos do Norte de corta-mato, que se realizaram em Felgueiras e que conheceram como vencedores coletivos das provas principais, as equipas do Maia AC (masculinos) e do U.D. Várzea (femininos e vários outros escalões de formação).

Individualmente, em femininos, triunfo de Helena Alves (UD Várzea), à frente da sua colega de equipa, Sónia Ferreira, com Justyna Wojcik (SJ Serra) a fechar o pódio, seguindo-se ainda Tânia Silva (Liberdade), Sofia Teixeira (UD Várzea) e a veterana Carla Machado (UD Várzea).

Em masculinos, o triunfo pertenceu a Paulo Barbosa, do Maia, com Luís Saraiva (SC Braga) e António Rocha (Águias Alvelos) a completarem o pódio. Seguiram-se-lhes Carlos Rodrigues (Maia), Jorge Cruz (SC Braga) e Luís Mendes (Maia).

Campeonatos do Alentejo de Corta-Mato

Ponte de Sôr (Portalegre) recebeu a 21ª edição do Campeonato do Alentejo de corta-mato, prova com perto de 200 participantes em todos os escalões, com as equipas do Beja AC, em seniores masculinos, e N. Odemira, em seniores femininos, a vencerem as provas principais.

Nos homens, Bruno Paixão (Beja AC) venceu com mais de meio minuto de vantagem sobre Gonçalo Varela (GD Diana) e de Carlos Papacinza (Beja AC), enquanto em femininos a prova foi um pouco mais disputada com triunfo de Patrícia Serafim (Beja AC) com 10 segundos de vantagem sobre Ana Catarina Dias (N. Odemira) e 15 segundos sobre a veterana Veronica Scutaru (Beja AC).

Leiria teve crosse e pista coberta

Em Leiria, no distrital de crosse longo, esta ronda regional regista a muita participação nos diversos escalões registo para o triunfo de Nataniel Lopes (J. Vidigalense), à frente de André Reis, do Caranguejeira, e de Eduardo Ramalho, do Arneirense, na principal prova masculina. Coletivamente o Caranguejeira foi o campeão distrital.

Em femininos, triunfou Inês Santos, do AC Vermoil, à frente das atletas do Vidigalense, Benvinda Santos e Daria Melnyk (júnior).

Nos escalões de juvenis e juniores, em ambos os sexos, registe-se o triunfo coletivo do Juventude Vidigalense. O AC Vermoil (femininos) e Industrial Vieirense (masculinos) foram os vencedores em veteranos.

Refira-se que Leiria realizou em Pombal o Triatlo Técnico distrital, destacando-se as jovens do Marinha Grande, Maria Esteves, que somou 1898 pontos (60 m – 8,16; peso [3kg] – 8,48; comp – 5,39), e Maria Inês Teixeira, com 1777 pontos. Nos juvenis masculinos, André Pimenta, do J. Vidigalense, somou 2070 pontos (peso[5kg] – 10,42; 60 m – 7,24; comp. – 6,77), à frente de Rosrigo Agostinho (CA M. Grande), que fez 1933 pontos (9,87-7,46-6,64). Coletivamente, venceu o Juventude Vidigalense.

Crosse distrital em Benavente

Foi ainda tempo da Associação de Santarém realizar os seus campeonatos de distância curta (e Olímpico Jovem) em Benavente, que reuniu 266 participantes.

Em masculinos, Filipe Rosa (Águas Belas) sagrou-se campeão, à frente de César Soares (CN Rio maior) e de António Almeida (C. Benfica Abrantes).

Em femininos, o triunfo pertenceu a Inês Cunha, ainda júnior (CN Rio Maior), que deixou para trás (quase um minuto!), a também júnior Eva Carvalho (NS T. Novas) e Filipa Moutinho, veterana (C. Benfica Abrantes).

O Núcleo Sportinguista de Torres Novas venceu coletivamente em seniores (masculinos e femininos).

Distritais de Guarda e Castelo Branco

Nesta ronda regional, ainda nos corta-matos, Santa Comba (Seia), recebeu o 40º Campeonato Distrital de Corta-Mato da Guarda (com pouca participação), prova com triunfos de Adelino Oliveira (S. Desterro), à frente de Ricardo Figueiredo (CA Seia) e Marco Marques (S. Desterro), na prova masculina, e de Sara Carvalho, à frente de Margarida Dionísio e Inês Santos, todas do S. Desterro. Coletivamente, o Senhora do Desterro venceu em seniores masculinos e femininos.

A vizinha associação de Castelo Branco também realizou os seus campeonatos de corta-mato, com Filipe Fraqueiro a vencer em masculinos, derrotando Alexandre Venâncio (ambos dos Leões da Floresta) e Rui Pereira (C. Benfica Castelo Branco). Coletivamente, registou-se o triunfo do Leões da Floresta.

Em femininos, apenas três atletas seniores, todas do Leões da Floresta, com Leonilde Antunes a sagrar-se campeã.

Crosse de Barão de São João

É habitual na ronda regional referir a atividade no Algarve, que viu a realização do 23º Corta-mato de Barão de São João. Triunfo por equipas da A.Bela Vista.

Individualmente, venceu o veterano (V35) Manuel Rodrigues (SC Lagoense), com Ricardo Silva (SC Lagoense) a ser segundo e Fábio Reis (C. Benfica Faro) a ser terceiro.

Em femininos, a mais rápida nos 3000 m foi a juvenil Vera Laginha (E. Lagos), com a júnior Magali Duarte (A. Bela Vista) em segundo e a sénior Collete Kent (O. Lagos) a fechar o pódio geral.

As provas nas ilhas

Nesta ronda regional, também temos a Região Autónoma da Madeira, mais concretamente o Funchal, que realizou o Corta-mato Jovem, com 179 participantes nos escalões de infantis a juvenis, com títulos colectivos muito repartidos pelos clubes da região.
Finalmente, para referir que Ponta Delgada recebeu os Campeonatos da Associação de S. Miguel de corta-mato (165 participantes), com triunfo coletivo (masculinos) a pertencer ao Juventude Ilha Verde.
Na prova masculina de 10 km, o pódio foi dos veteranos v35: Ricardo Almeida, do CDE Ginetes, foi o vencedor, seguido de Filipe Lopes (AD S. Pedro) e Emanuel Sabino (CDE Ginetes).
Em femininos (6 km), triunfo da veterana (v45) Mónica Campos (CD Santa Clara), à frente da veterana (35) Sara Palrinhas (também S. Clara) e de Cátia Machado (O. Lagoa).