Campeonatos de Portugal em Pombal

A pista de Pombal

Pombal será este fim de semana palco dos Campeonatos de Portugal de pista coberta, marcados por muitas ausências de atletas de primeiro plano, provavelmente a começar por Nelson Évora, que ontem, em Madrid, se mostrou ao seu melhor nível.

Já pré-seleccionado para os Mundiais de Birmingham, em Março, Évora, que conseguiu 17,30 metros na capital espanhola, prescinde dos campeonatos individuais (embora os critérios de selecção obriguem à presença dos seleccionados nas provas em que vão competir) e “resguarda-se” para o Nacional de clubes, no fim de semana seguinte, onde vai ajudar o Sporting a pontuar não só no triplo, mas também no salto em comprimento.

O agora rival directo de Nelson, Pedro Pichardo, nascido em Cuba e naturalizado português em Dezembro, também deve falhar Pombal. Impedido de competir em Birmingham, por ainda não ter decorrido o ano sabático por mudança de nacionalidade, não tem neste momento grande estímulo competitivo, como se viu em Madrid, ao ficar, com 17,01, a mais de um metro do recorde pessoal, mas ele está inscrito quer no comprimento, quer no triplo.

Dos restantes atletas com mínimos para Birmingham, é certo que por lesão, ou recuperação de cirurgia, estarão ausentes as triplistas Patrícia Mamona e Susana Costa, o lançador Francisco Belo e o varista Diogo Ferreira.





 

Certezas em Pombal e a procura de mínimos

Certos nos Campeonatos de Portugal estão dois atletas já qualificados para o Mundial: a velocista Lorene Bazolo, que ameaçou no fim de semana o recorde luso dos 60 metros, e Tsanko Arnaudov, consistente nos lançamentos acima dos 20 metros.

David Lima, nos 60 metros, tem mínimos para os 60 metros do ano passado, só que precisa de os confirmar agora, com a 'marca de referência' de 6,70 metros. Terá pela frente atletas que têm estado em melhor forma, como Ancuiam Lopes, Diogo Antunes e Frederico Curvelo. David Lima estará também nos 200 metros, tendo a companhia de Vítor Ricardo Santos, que deverá apostar também nos 400 metros.

Cátia Azevedo está inscrita nos 400 e 800 metros, aqui sem a oposição de Marta Pen. Esteve a um nível positivo quinta-feira em Madrid, mas parece 'distante' de uma marca que a leve aos Mundiais.

Outros despiques

Equilibrado deverá ser o despique entre Olímpia Barbosa e Marisa Carvalho nas barreiras. Marisa luta também pelo título no comprimento, aqui com a oposição da sua irmã Teresa e ainda de Evelise Veiga. Outro 'duelo' que pode ser interessante é esperado para a vara, entre Marta Onofre e Eleonor Tavares.

Jéssica Inchude é totalmente favorita para o peso e Ana Cabecinha não terá problemas nos 3.000 metros marcha, sector em que João Vieira poderá conseguir o seu 18.º título nacional nos Campeonatos de Portugal de pista coberta nos 5.000 m.

Sara Moreira aponta para o nono título dos 3.000 metros, prometendo correr 'sem pressão' e decididamente sem Birmingham no horizonte. Nesta distância, o queniano Davis Kiplangat (vencedor da Taça dos Clubes Campeões Europeus) está entre os inscritos nos 1500 e nos 3000 m.

Interessante será a prova do pentatlo, com Lecabela Quaresma, que já tem 4.320 pontos esta época, ainda à procura de poder ascender no ranking mundial para poder receber um convite para competir no Mundial.

A FPA tem programada a divulgação dos resultados em directo e tem também outras ferramentas de apoio aos campeonatos:

Regulamento da competição, Programa e Inscritos.

Histórico de vencedores das edições anteriores.

Critérios de seleção para o Campeonato do Mundo de Pista Coberta -

Recordes de Portugal de Pista Coberta

Rankings de Portugal de Pista Coberta – a 7 de Fevereiro