Vendaval de marcas em Ras al-Khaimah

Fancy Chemutai ficou a um segundo do recorde mundial

Um “furacão” competitivo atravessou hoje a Meia Maratona de Ras al-Khaimah, com dois recordes do percurso nas provas masculina e feminina e uma profundidade de marcas inédita!

Já se esperava uma competição deste calibre quando se anunciaram os participantes nesta prova e, de facto, a prova feminina mostrou isso com seis atletas a correrem abaixo dos 66 minutos e onze abaixo dos 70 minutos! Mas a masculina não se ficou atrás e promoveu sete marcas abaixo da hora, e houve 22 participantes abaixo de 65 minutos, entre os quais duas mulheres!

A corrida feminina a presentava um duelo entre duas quenianas recordistas mundiais, Joyciline Jepkosgei (que tinha 64:51, recorde mundial de meia-maratona em outubro passado) e Mary Keitany, três vezes vencedora da prova e recordista de maratona.




 

Surpreendente Chemutai

Mas houve uma surpresa! Fancy Chemutai, que em Outubro, em Valência, conseguira 65.36, surgiu fortíssima em Ras al-Khaimah, ficando a um segundo do recorde mundial (64.52), deixando Mary keitany a três segundos (64.55), enquanto a recordista de meia maratona, Jepkosgei se contentava com o quinto lugar (66.46), atrás das também quenianas Caroline Kipkirui (65:07) e Joan Chelimo Melly (65:37) – esta última está na lista da Meia Maratona de Lisboa!

Ainda abaixo de 67 minutos ficaram a etíope Degitu Azimeraw Asires (66:47) e Brigid Kosgei (66:49).

Uma nota: Keitany, Chemutai e Kipkirui passaram às 10 milhas em 49:29 minutos, o que é mais rápido que a melhor marca mundial de sempre na distância.

Quebra na última légua impede recorde

Em masculinos, sete atletas baixaram da hora, e também foi batido o recorde da corrida (com 58.42), e a nota é para a quebra final do vencedor, Bedan Karoki, que fez em cada légua 13:53, 13:56, 13:56 e 14:12. O recorde mundial podia ter ficado mais tremido!

Bedan Karoki

O segundo classificado foi o etíope Jemal Yimer (59:00), com a melhor estreia mundial de sempre!

Como referimos, sete homens baixaram da uma hora. Para além dos dois primeiros, os outros, todos quenianos, foram Alex Kibet (59:06), Jorum Lumbasi Okombo (59:36), Morris Gachaga (59:36), Wilfred Kimitei (59:40) e Edwin Kiptoo (59: 54). Dois deles estarão em Lisboa no próximo mês.

Mas, a profundidade dos resultados ainda mostrou mais seis corredores abaixo de uma hora e um minuto!

Os resultados completos e tempos de passagem podem ser vistos na página da prova.