Ronda Regional_07 2018

Imagem do distrital de Leiria (foto ADAL)

A nossa ronda regional – com uns dias de atraso, é certo – começa no Algarve, que realizou o seu triatlo técnico em Faro (10/2), com a juvenil Juliana Guerreiro a fazer recorde regional da categoria nos 60 m barreias, com 9,00 (v:+1,5), terminando o triatlo com 2020 pontos.

Entretanto, no dia seguinte, realizou-se o Grande Prémio de Carnaval, em Loulé, com triunfos nas provas principais de Liliana Veríssimo e Jorge Varela, ambos do Areias de J. João. Colectivamente o triunfo geral foi para o C. O. Pechão.

Subindo ao Alentejo, para referir a realização do Triatlo Técnico Jovem da Associação de Beja, que decorreu em Castro Verde. Colectivamente venceu o J. D. Neves.

Em Évora, a ronda regional regista a realização da 8ª prova do Critério Paulo Guerra, em corta-mato, em Mourão, com triunfos de Raquel Cabaço e Gonçalo Varela, ambos do GD Diana, que também venceu colectivamente.

Em Portalegre, também se realizou o triatlo técnico, com atletas da Casa do Benfica de Portalegre em destaque. Catarina Ribeiro (juvenil) finalizou com 1445 pontos e Ana Cardoso fechou com 1051 pontos em infantis (melhorando ambas em relação ao que fizeram uma semana antes em Vendas Novas). Colectivamente venceu o AC Portalegre.

Nesta ronda regional registo ainda para o dia seguinte (11/2), em que houve o salto em altura em sala, com triunfo da C. Benfica Portalegre em femininos e AC Portalegre em masculinos.

Lançamentos de Setúbal…

Destaque de Setúbal para o regional de lançamentos longos, destacando-se os resultados de Bernardo Oliveira (CABB), com 52,94 m no martelo (6kg), e Afonso Jantarada (N. Laranjeiro), com50,61 no martelo (5 kg). Colectivamente triunfos de AA C. Caparica, em femininos, e CA B. Banheira, em masculinos.

A ronda regional “sobe” agora para Leiria, que realizou o distrital de crosse curto, na Batalha, com triunfos de Inês Santos (Vermoil) e Nataniel Lopes (J. Vidigalense). Registe-se o triunfo do Caranguejeira em seniores femininos, enquanto o AC Vermoil triunfo nos femininos e em veteranos (masc. e fem.), com o Vidigalense a triunfar nos restantes escalões.

… E de Leiria

No dia seguinte, no Centro Nacional de Lançamentos, o regional de lançamentos longos deu a conhecer alguns bons resultados, como o de Tiago Pires (JV), no dardo; o de Miguel Carreira, do Sporting, com 63,60 m no martelo; da veterana Vânia Silva, do Sporting, com 59,42 m no martelo; e do irlandês Marco Lons (JV) com 51,72 no disco; isto no que respeita a provas para séniores. Entre os mais, jovens destaque para os martelistas Ruben Antunes (JV), que fez 67,64 m com o engenho de 6 kg, e Laura Monteiro (JV), com 47,52 no martelo de 3 kg.

Mais uma viagem da ronda regional, agora para Coimbra, que realizou o distrital de crosse (distância longa) em Tábua (11/2), com triunfo colectivo do Casaense (masculinos e femininos), clube que viu os seus atletas Ana Eustáquio e Nelson Oliveira obterem os títulos individuais. Esta prova foi integrada no Crosse de Tábua, que conheceu o triunfo geral coletivo do UC Eirense.

Em Aveiro, na pista da Universidade, destacaram-se a juvenil Eva Gonçalves (NA Cucujães), que lançou o martelo (3kg) a 47,89 m, e a sportinguista Rafaela Moutinho, que lançou o martelo de 4 kg a 47,67 m (como extra).

Uma nota na ronda regional em Aveiro, para o facto de se terem realizado os regionais de veteranos em Vagos, que conheceu 158 participantes.

Porto e Madeira

Um “saltinho” agora ao Porto, para referir as pontuações de Ana Leite, do Lavra (2036 pontos) e André Espinhosa, do AC Póvoa Varzim (1958), no triatlo técnico, prova em que o Lavra foi o vencedor colectivo.

Na Madeira, na pista da Ribeira Brava, no regional de lançamentos, destaque para o martelista Décio Andrade, do Estreito, que lançou 56,46 metros. O iniciado Bruno Pita (Estreito), correu os 60 m barreiras em 8,91 (v: +1,5), um recorde regional de iniciados.