Açoteias recebe nacional de crosse curto sem Sporting

Foto de arquivo (crosse de Amora)

Os atletas do Sporting são os grandes ausentes da edição desde ano do Nacional de Corta-Mato de distância curta (crosse curto) que se realiza amanhã nas Açoteias, escassos oito dias depois de ali se ter realizado o Crosse das Amendoeiras em Flor.

Face a esta ausência, em termos de competição masculina, o Benfica surge assim como favorito (tem a quase totalidade dos seus corredores inscritos, mas não deverão estar todos), mas terá de contar com a oposição das equipas do Maia e do Sporting de Braga, ávidos de um título nacional, mesmo que seja um menos mediático que o nacional de crosse absoluto.

Já em femininos, as formações do Várzea, Águeda e Grecas surgem como candidatas a subir ao pódio neste crosse curto, sendo o triunfo individual muito aberto. De referir que o Benfica apenas tem uma atleta inscrita, Silvana Dias.

Esta competição integra ainda o nacional universitário (e o veterano Ricardo Ribas surge como candidato ao pódio!), com o programa a contar ainda com as provas do nacional de crosse do Desporto Escolar.

Vejamos o quadro dos campeões nacionais de crosse curto até agora

 



Nacional de lançamentos em Vagos

No mesmo dia, a FPA leva a efeito a realização do nacional de inverno de lançamentos longos, com a realização das provas para seniores e juniores no sábado (amanhã) e os juvenis no domingo.

Será certamente uma oportunidade para obter resultados que possibilitem a Portugal ter equipas completas na Taça da Europa de Lançamentos, que se realiza nos dias 10 e 11 de Março, em Leiria.

António Vital Silva abriu bem a época (foto facebook do atleta)

Haverá vários momentos altos, destacando-se o lançamento do disco, um duelo entre Liliana Cá (Novas Luzes), que esta época lançou 57,75 metros, e Irina Rodrigues (Sporting), que este mês já fez 56,42 metros.

Na mesma prova, mas em masculinos, o sportinguista Edujose Lima já tem mínimos para a Taça da Europa em sub 23 e poderá melhorar, aproveitando a presença do recordista Jorge Grave (Benfica).

Outra prova que pode surgir com resultados de topo é a do lançamento do martelo, com o líder do ano, António Vital e Silva (Benfica), que já lançou três vezes acima de 70 metros, o seu colega de equipa Dário Manso e o sub23 do Sporting, Miguel Carreira. O júnior Ruben Antunes (J. Vidigalense) é outro dos que chamará a atenção em Leiria, graças ao seu desempenho no fim-de-semana passado.