Conselho da IAAF dá passos para fortalecer o atletismo

Sebastian Coe, presidente da IAAF

O segundo dia da 213ª reunião do Conselho da IAAF ocorreu hoje na Câmara Municipal do Conselho de Birmingham, presidida pelo presidente da IAAF (na sigla inglesa da Associação Internacional das Federações de Atletismo), Sebastian Coe.

Os tópicos discutidos incluíram regulamentos de hiperandroginismo, renovados, transferências de nacionalidade e calendário global. O Conselho também foi apresentado com o último relatório do presidente independente da “Task Force” da IAAF, Rune Andersen.

“Nunca antes na história do nosso desporto tomámos tantas decisões monumentais num único dia”, disse Sebastian Coe, presidente da IAAF. “Muitos meses de trabalho difícil culminaram nestes dois dias. Agora podemos prosseguir com as tarefas igualmente difíceis de implementar essas decisões, enquanto continuamos revolucionando o nosso desporto”.

Suspensão da Rússia

Uma das decisões prende-se com a continuação da suspensão da Rússia. Rune Andersen, presidente independente da “Task Froce” da IAAF, apresentou o seu último relatório sobre a reintegração da Federação Russa de Atletismo (RusAF). A recomendação do grupo de trabalho, que o Conselho aprovou por unanimidade, era que a RusAF não estava pronta para ser reintegrada.

Embora algumas condições tenham sido atendidas, segundo a comissão, várias áreas-chave ainda não foram satisfeitas pela RusAF e pela RUSADA, incluindo o fornecimento de um plano de distribuição de testes para 2018 que mostra uma quantidade adequada de testes e demonstrando que tem problemas legais fixos, o que não permite impor imposições provisórias de doping de treinadores de atletismo. Além disso, a RUSADA ainda não foi reintegrada pela WADA (Agência Mundial Anti Dopagem) como um organismo independente totalmente compatível.

O Conselho concordou que, se o progresso não for feito, outras medidas devem ser discutidas na reunião do Conselho de Julho como forma de impulsionar maiores esforços na Rússia, incluindo a retirada de permissão para os atletas russos competirem como atletas neutros e, em última instância, tomar as medidas necessárias para recomendar ao Congresso que a RusAF seja expulsa da adesão da IAAF.

As outras decisões

Outras importantes decisões foram tomadas, como as mudanças de nacionalidade, o hiperandorgenismo e janelas fixas para as competições internacionais.