Irina Rodrigues segunda na Taça da Europa

Irina Rodrigues no pódio em Leiria (foto Rui Vieira)

Embora com muito atraso, importa deixar por aqui, para memória futura, umas linhas sobre a Taça da Europa de Lançamentos, que se realizou em Leiria, onde brilhou Irina Rodrigues, ao ser segunda classificada no lançamento do disco, com a marca de 60,39 metros.

A portuguesa, que já subiu seis vezes ao pódio na competição (quatro como sub23), apenas foi superada pela alemã vice-campeã mundial em 2011 e vice-campeã europeia em 2012 Nadine Muller, que já venceu cinco vezes esta competição, e que lançou 60,42 metros, três centímetros mais que Irina.

Outra portuguesa, Liliana Cá, ficou distante dos 60 metros, conseguindo apenas 54,01 m.

Pódio para Eliana Banderia

Curiosa a história de Eliana Bandeira, recentemente naturalizada portuguesa, e que recebeu o aval da Federação Internacional a tempo de participar na prova, e ela conseguiu ser terceira nas sub23, com um recorde pessoal de 15,74m no peso.

Eliana Bandeira terceira

Depois dela não houve mais subidas ao pódio, destacando-se individualmente Edujose Lima, que bateu o seu recorde pessoal no peso com 15,83 (14º) e no disco com 56,18 (6º). Ainda nos sub23, Miguel Carreira alcançou a sua melhor marca nacional da época no martelo, com 63,83 (10º), e o promissor Leandro Ramos lançou 68,80 no dardo (10º). Ainda em sub23, apenas uma portuguesa, Ophelie Oliveira, que foi 11ª no disco com 45,03.

A equipa portuguesa masculina nos sub23 ficou com o sexto lugar na classificação final.

Seniores sem brilho

Face às ausências de Tsanko Arnaudov e Francisco Belo (e também de Tiago aperta, à última hora), não se esperavam subidas ao pódio entre as restantes participações portuguesas, o que se veio a confirmar.

O melhor deles foi António Vital e Silva, no martelo, embora sem conseguir chegar aos 70 metros. Lançou a 68,92, ficando em 19º lugar, a mesma classificação de Luís Almeida no lançamento do dardo, onde obteve 64,73 metros.

Já no disco, Filipe Vital Silva não esteve bem, ficando-se pelos 50,73.

Johannes Vetter arrasador

Como se esperava, o alemão Johannes Vetter mostrou ser a principal figura nos lançamentos, conseguindo no dardo um “tiro” de 92,70 metros (recorde da competição e melhor marca mundial do ano), melhorando em relação à já excelente abertura de época que registara na África do Sul. Ganhou com mais de 12 metros de vantagem, no 12º lançamento mais longo da história!

Pódio do lançamento do dardo

Outro recorde dos campeonatos sucedeu no lançamento do peso, com a campeã mundial de pista coberta, a húngara Anita Marton a lançar 19,12 metros (a húngara ainda o disco a 57,48, sendo quinta!).

De resto, destaque para o recorde dos campeonatos do lançamento do peso pelo russo (como atleta neutro) Aleksandr Lesnoy, ao lançar a 21,32m; e para os 72,62 m a que a bielorussa Hanna Malyshik lançou o martelo. No disco masculino, triunfo do sueco Daniel Stahl com 66,81, onde estiveram atletas de equipas portuguesas: o benfiquista Viktor Butenko (russo) a foi quinto (62,61), o sportinguista Frank Casañas (espanhol) foi 19º (55,87), e o vidigalense Marco Pons (irlandês) foi 23º (51,32).

Em sub23, o croata Martin Markovic, com 63,24 metros, bateu o recorde do campeonato no disco; e no peso, Marcus Thomsen lançou o peso a 19,61 m (igualou o recorde dos campeonatos).