Campeonato de Portugal de Crosse jovem: títulos jovens muito distribuídos

As juniores femininas nas primeiras voltas

O título nacional de juniores masculinos foi muito disputado, com muita competição até aos momentos finais, sobressaindo o sportinguista Ruben Sousa, que cortou a meta em primeiro lugar, à frente dos benfiquistas Miguel Ribeiro e Alexandre Figueiredo.

Para o vencedor, este “era um título que queria desde que comecei a minha carreira. Trabalhei muito para o conseguir, com pessoas que me ajudaram muito para estar aqui, especialmente o meu treinador Álvaro Almeida, e muita gente no Sporting. A eles estou reconhecido”.

O pódio dos juniores masculinos

Esta foi uma prova dura para ele, “nunca fui bom neste percurso, para mais com lama…”, concluiu o estudante de desporto no ISCE.

Em termos colectivos, o Benfica colocou quatro atletas nos seis primeiros lugares e conseguiu o seu oitavo título consecutivo (e já vai em 37). Sporting e Maia subiram ao pódio.

Juniores Masculinos

1 Rúben Sousa (Sporting) 28:20
2 Miguel Ribeiro (Benfica) 28:27
3 Alexandre Figueiredo (Benfica) 28:35
4 Rúben Faria (UD Várzea) 28:38
5 Duarte Gomes (Benfica) 28:48
Por equipas
1 SL Benfica 16
2 Sporting 32
3 Maia AC 61

Mariana Machado culmina época de sonho

Em femininos venceu a favorita Mariana Machado. Depois de já ter vencido em termos absoluto o nacional de crosse curto, a minhota esperou pela última volta do nacional de juniores, para se destacar e corta a meta com vantagem significativa sobre Beatriz Rodrigues, do Sporting, e Sara Monteiro, do NucleOeiras.

Mariana Machado campeã de juniores depois do crosse curto em absolutos

Para a atleta do Sporting de Braga, no final de mais este triunfo, o balanço é que “esta foi uma época de sonho! Estou a afirmar-me no corta-mato, que é uma variante de que gosto bastante e que quero muito obter grandes resultados. Comecei no Europeu, depois no Crosse de Edimburgo, pela selecção europeia, e agora os nacionais. Gosto muito, porque é aqui que se vê a garra dos verdadeiros atletas”.

Os objectivos de Mariana Machado, quando estiver mais experiente e com mais trabalho, passam por conseguir obter os títulos que a mãe, Albertina Machado conquistou. “Quero ser igual a ela e, se possível, até melhorar!”.

Em termos colectivos, o Sporting conseguiu vencer, relegando para as outras posições do pódio, o Maia AC e o Bela Vista.

Juniores Femininos

1 Mariana Machado (SC Braga) 24:31
2 Beatriz Rodrigues (Sporting) 25:05
3 Sara Monteiro (Nucleoeiras) 25:25
4 Inês Cunha (CN Rio maior) 25:49
5 Laura Taborda (Sporting) 26:08
Por equipas
1 Sporting 24
2 Maia AC 44
3. AA Bela Vista 112

Campeão com pé descalço

Nos juvenis, destaque para o triunfo de Etson Barros, já esperado, mas que teve a particularidade de ele ter feito mais de metade da corrida com um pé descalço, correndo com um sapato na mão! E depois foi assim ao pódio…

Etson Barros corta a meta de sapato na mão

Atrás dele, numa corrida com muitas alternâncias na liderança, ficaram o benfiquista João Protásio e o bracarense João Peixoto.

Em femininos, a atleta Bárbara Neiva, de Almada e Figueirinhas, conseguiu surpreender as maiatas Lia Lemos e Mariana Regalo (sim, é mesmo, filha dos ex-internacionais José e Cristina Regalo).

O pódio das juvenis

Colectivamente, o Benfica venceu em ambos os sexos neste escalão

Juvenis Masculinos

1 Etson Barros (CO Pechão) 17:27
2 João Protásio (Benfica) 17:37
3 João Peixoto (SC Braga) 17:39
4 Alexandre Silva (Benfica) 17:42
5 Hugo Teles (UD Várzea) 17:58
Por equipas:
1 SL Benfica 55
2 SC Braga 66
3 UD Várzea 136

Juvenis Femininos

1 Bárbara Neiva (Almada e Figuerinhas) 15:28
2 Lia Lemos (Maia AC) 15:41
3 Mariana Regalo (Maia AC) 16:25
4 Joana Leça Da Veiga (Benfica) 17:15
5 Leila Semedo (SC Reboleira Damaia) 17:22
Por equipas
1 SL Benfica 61
2 SC Reboleira Damaia 63
3 UD Várzea 87

Disputaram-se ainda os campeonatos nacionais de veteranos, que registaram muita participação num percurso muito difícil, cujos resultados  oficiais podem ser vistos nas páginas da Lap2Go.