Samuel e Lecabela no Multistars em Florença

Samuel Remédios ultrapassou o recorde de Portugal (foto Marcelino Almeida)

Antes de “abrir” a Liga Diamante, a IAAF conhece neste fim-de-semana o início do seu Challenge de provas combinadas, com a realização do Multistars, em Florença (Itália).

Esta competição, “Multistars Trofeo Zerneri Acciai”, que conhece a sua 31ª edição, realiza-se no Estádio Luigi Ridolfi e terá a presença de especialistas de provas combinadas de 20 países. Portugal será um deles.

De acordo com a organização, segundo artigo da IAAF de Diogo Sanpaolo, entre os inscritos para o decatlo e para o heptalo estarão os portugueses Samuel Remédios e Lecabela Quaresma, ambos do Juventude Vidigalense.

Remédios entre a elite do decatlo

Remédios, actualmente o quarto português de sempre, com um recorde pessoal de 7378 pontos, desde Julho do ano passado, terá aqui uma excelente oportunidade competitiva para se aproximar e até mesmo superar esta sua marca.

O atleta do Juventude Vidigalense terá na competição o norte-americano Jeremy Taiwo, vice-campeão olímpico em 2012, atrás de Ashton Eaton. Jeremy, filho Joseph Taiwo, um triplo-saltador nigeriano, que competiu nos Jogos Olímpicos de 1984 e 1988, tem como melhor marca 8425 pontos.

Ainda em Florença, estarão o brasileiro Jefferson Santos, vencedor no ano passado com 7728 pontos, cujo recorde pessoal é de 8187; os noruegueses Lars Rise (vencedor em 2016 com 7868 pts.) e Martin Roe (8144 pts); o polaco Pawel Wiesolek (7863); e o bielorusso Maksim Andraloits (8046 pts.), medalha de prata no mundial sub-20 em Bydgoszcz, em 2016, entre outros.

Lecabela e as filhas da lenda

Quanto a Lecabela Quaresma, também do Juventude Vidigalense, que no mundial de pista coberta terminou em oitavo lugar no pentatlo, tem como recorde pessoal 6174 pontos e é uma das atletas com mais de 6000 pontos que estará em competição.

Uma delas é a norte-americana Erica Bougard, natural do Mississippi, foi quinta nos Mundiais de pista coberta (à frente de Lecabela), tem 6557 pontos como recorde pessoal, e a sua compatriota Alexandra Gochenour (6129 pontos); e as brasileiras Vanessa Spinola, medalha de bronze nos Jogos Pan-Americanos de 2015, venceu o Multistars em 2016, com 6100 pontos, e Tamara de Souza (6040), medalha de bronze do mundial sub-20 em 2012.

Uma nota curiosa: nesta competição italiana, e pelo segundo ano consecutivo, participarão as gémeas Barbora e Katerina Dvorakova, que terminaram em 16º e 17º com 5266 e 5249 pontos, respectivamente. O que é que isto tem de curiosidade? Bem, é que são filhas de uma das lendas do atletismo, precisamente o decatlonista Tomas Dvorak! As gémeas nasceram em 1997, ano em que Dvorak alcançou o primeiro dos seus três títulos mundiais ao ar livre, e que iniciou a sua carreira internacional nesta competição italiana em 1992.

As outras etapas do Challenge de Provas Combinadas

São oito as organizações que integram este Challenge, começando, como dissemos, em Florença, na Itália, e terminando com o famosíssimo Decastar, em Tallence, na França.