Meeting Vítor Tavares com bons resultados

Uma pista de atletismo (Photo by Mateusz Dach from Pexels)

Boa abertura do Circuito de Meetings de Portugal 2018, em Faro com vários resultados de bom nível, destacando-se uma boa final de 100 metros, uma excelente marca da estafeta feminina de 4×100 metros, uma boa prova de 800 metros femininos e o regresso à competição do varista Diogo Ferreira.

Nos 100 metros masculinos, na final (v: 0,9 m/s), triunfo de José Pedro Lopes (SLB) em 10,44 (recorde pessoal) sobre Rafael Jorge (10,48) a três centésimos do seu melhor. Depois, para uma final de portugueses houve bons resultados: Carlos Nascimento (SCP) 10,54, Frederico Curvelo (SLB) 10,62, André Costa (SLB) 10,66, Delvis Santos (SLB) 10,72 (júnior), Ricardo Pereira (SLB) 10,72 e Francis Obikwelu (10,92).

Nas eliminatórias dos 100 metros, a primeira série conheceu o triunfo de José Pedro Lopes (SLB), em 10,63 (v: -1,4 m/s), à frente de Diogo Antunes (SLB), com 10,86; a segunda foi dominada por Rafael Jorge (SLB), com 10,62 (v: -0,7 m/s), à frente de Frederico Curvelo (SLB), com 10,62, de Delvis Santos (SLB), com 10,77, e do veterano Francis Obikwelu (SCP), com 10,80; na terceira série, triunfo de Ricardo Pereira (SLB) com 10,75 (v: -0,8 m/s); e na quarta série o melhor foi Carlos Nascimento (SCP), com 10,70 (v: -0,8 m/s) à frente de André Costa (SLB), com 10,83.

Nos 400 metros barreiras masculinos, registou-se uma boa prova, com Diogo Mestre a terminar em 51,42, recorde pessoal, à frente do venezuelano Lucirio Garrido (52,30) e de André Sá (54,16), todos do Benfica.

Boa estafeta masculina… com juniores a conseguirem segunda marca de sempre

Na estafeta de 4×100 m, um quarteto do Benfica triunfou em 40,10 segundos, à frente da equipa do Sporting (40,55) e de uma equipa júnior do Benfica que correu em 41,33, a segunda melhor marca de clubes de sempre, ficando a 12 centésimos do recorde nacional da categoria, 41,21, obtido por um quarteto do Benfica (André Destapado, João Ferreira, Rui Silva e Arnaldo Abrantes), em Leiria, a 4 de Maio de 2005!

A prova do salto em comprimento trouxe o triunfo do venezuelano Santiago Cova (7,51, v: 1,5 m/s), derrotando os sportinguistas Marcos Caldeira (7,50, v: 1,2), Bruno Leite da Costa (7,27, v: 0,1) e Oleksandr Lyashchenko (7,06, v: 1,4).

Já no lançamento do disco, os dois primeiros foram os sportinguistas Edujose Lima (55,37)  – que também venceu o peso -, e Mykyta Sudashov (44,88).

Uma palavra para o regresso à competição de Diogo Ferreira, do Benfica, no salto com vara, com 5,35 m, derrotando o seu colega de treino e de clube Ícaro Miranda (5,00)

Nos 800 metros, triunfo de José C. Pinto (SLB) 1.49,66, derrotando o júnior Marcelo Pereira (NAT) 1.49,99, com uma marca entre os 15 primeiros de sempre, e mínimos para o mundial de juniores por um centésimo!

100 metros femininos de bom nível

A final feminina dos 100 metros (v: 1,4 m/s) registou o triunfo da venezuelana Andrea Purica (11,46), derrotando Lorene Bazolo (SCP), com 11,61, e Rosalina Santos  (SCP), com 11,85.

Nas eliminatórias dos 100 metros, Lorene Bazolo venceu a primeira série em 11,59 (v:-1,4 m/s), à frente de Olímpia Barbosa (11,92), ambas do Sporting; a venezuelana Andrea Purica venceu a 2ª série em 11,65 (v: -0,7) e a sul africana do Sporting, Rosalina Santos venceu a série 3 em 11,73(v: -1,0) à frente da brasileira do Benfica Tamiris de Liz (11,93).

Três primeiras dos 800 m perto dos recordes pessoais

Nos 800 metros, as sportinguistas Cátia Azevedo (2.06,35) e Salomé Afonso (2.07,30), e a junior benfiquista Patrícia Silva (2.09,00), ficaram perto dos seus recordes pessoais.

Andreia Crespo, do Sporting, foi a vencedora dos 400 m barreiras com 60,59, derrotando a veterana Patrícia Lopes (SCP) 62,14 e a juvenil Juliana Guerreiro (CBF) 62,89. No peso, triunfo de Jessica Inchude (Sporting), em 15,94; e no salto com vara venceu Marta Onofre (4,00) com  Cátia Pereira em segundo (3,80), ambas do Sporting, à frente da júnior irlandesa Ellen Mccartney (3,80).

Finalmente, na estafeta feminina (que foi a primeira prova do programa), o quarteto do Sporting terminou em 44,91, a segunda melhor marca de sempre de uma equipa de clube.

Resultados na página da Associação de Atletismo do Algarve.