Bolt e Jamaica perdem medalha de ouro de 2008

Powell, Carter, Bolt e Frater, ficam sem ouro de 2008

Usain Bolt e a restante equipa de 4×100 m da Jamaica vão ter de restituir a medalha de ouro dos Jogos Olímpicos de 2008. Este é o desfecho final após a divulgação de ontem, por parte do Tribunal Arbitral do Desporto (TAS, na sigla internacional), da decisão sobre o recurso interposto pelo velocista jamaicano Nesta Carter, após ter sido sancionado com suspensão por ter uma amostra positiva de doping, após as reanálises das amostras dos Jogos Olímpicos de Pequim.

Na comunicação, o TAS divulga que foi provada a presença da substância Dimetilamilamina e que não pode aceitar as alegações de falhas no processo, mantendo a condenação de Nesta Carter, e consequentemente dos restantes elementos da estafeta de 4x100m, Usain Bolt, Michael Fraser e Asafa Powell, que terão de devolver o ouro entretanto conseguido, que agora vai para a formação de Trinidade e Tobago, enquanto o Japão sobe para a prata e o Brasil para o bronze.

Entretanto, num comunicado, Carter afirma que “sempre fui um atleta limpo e nunca faria qualquer coisa conscientemente para arriscar a minha reputação ou a reputação do meu país, ou que isso causaria dor a Usain, Asafa Powell, Michael Frater e todo o povo jamaicano”.

Já Usain Bolt, que fica sem uma das suas medalhas de ouro em Jogos Olímpicos, também reagiu dizendo que “as regras são as regras, mas no final do dia a alegria de ganhar a medalha de ouro em Beijing 2008 com os meus companheiros de equipa vai durar para sempre”.