Em Lausana faltou um centímetro para Pichardo triunfar

Samba mantém invencibilidade

Pedro Pablo Pichardo voltou à Liga Diamante, participando no triplo-salto do Meeting de Lausana, onde foi segundo classificado, atrás do campeão olímpico e mundial Christian Taylor.

Em novo embate entre os dois melhores saltadores de triplo da actualidade, o norte-americano Christian Taylor, campeão olímpico e mundial, levou a melhor por um centímetro (17.62 contra 17,61), sobre Pedro Pablo Pichardo, recordista de Portugal, que tem como melhor este ano a marca de 17,95 metros, sendo o líder do ranking mundial.

Pichardo, como sabemos naturalizado português no ano passado – é de origem cubana -, não conseguiu responder ao salto vencedor de Taylor e terminou assim na segunda posição. Ambos poderão voltar a defrontar-se no meeting do Mónaco, antes das finais da Liga Diamante.

Bem distante, o terceiro classificado foi o norte-americano Chris Bernard, com 16,92, e o quarto o azeri (também nascido em Cuba) Alexis Copello, com 16,90.

Nas restantes provas, destaque para a invencibilidade de Abderrahman Samba, do Qatar, nos 400 m barreiras (47,42) e da atleta do Bahrain, Salwa Eid Naser, nos 400 metros (49,78). O jovem norte-americano (20 anos) Noah Lyles (19,69 aos 200 m) e Birhanu Balew (Bahrain), com 13.01,09 aos 5000 metros, conseguiram melhores marcas mundiais do ano. Na prova da légua, o queniano do Sporting, Davis Kiplangat foi 10º com 13.13,57.