IAAF já reconhece Pedro Pichardo na Liga Diamante como português

Primeiro triunfo de Pichardo em nacionais

Já se observou no Meeting de Lausana, da Liga Diamante, a bandeira portuguesa no grafismo de apresentação de Pedro Pablo Pichardo que ali competiu na prova de triplo-salto, sendo o reconhecimento da nova cidadania do atleta do Benfica aos olhos da entidade máxima do atletismo mundial.

Para a IAAF, no entanto, Pichardo, nascido em Cuba, continua sem poder representar Portugal nas grandes competições internacionais, isto até ao descongelamento das normas de mudança de nacionalidade, segundo apurou a Lusa junto de uma fonte oficial da federação internacional.

“Pedro Pablo Pichardo adquiriu a nacionalidade portuguesa após a IAAF ter congelado as transferências de nacionalidade em Fevereiro de 2017”, por isso, reconhecendo essa cidadania portuguesa e a sua filiação na Federação Portuguesa de Atletismo, a IAAF, admite a mudança dos dados do atleta nas suas bases de estatística, reconhecendo como portugueses os seus resultados, “mas ele não pode ainda representar Portugal nas competições internacionais até ao descongelamento do processo de transferências de nacionalidade”.

A mesma fonte refere que, aos olhos da IAAF, o atleta do Benfica “é elegível para participar em outras competições, incluindo a Liga Diamante, como português”, e adianta que “o Conselho da IAAF, na sua reunião de 26 e 27 de Julho, em Buenos Aires, irá discutir as propostas das novas regras para os processos de transferência de nacionalidade”, o que deverá ainda impossibilitar a presença de Pichardo nos Campeonatos da Europa que se realizam em Agosto, de 7 a 12 de Agosto.