Pedro Buaró na final do salto com vara nos Europeus de Juvenis

Bom comportamento dos jovens portugueses que estão nos Campeonatos Europeus de Juvenis (sub18), em Gyor (Hungria). Hoje de manhã Pedro Buaró apurou-se apara final do salto com vara.

Na jornada da manhã avulta a passagem de Pedro Buaró para a final do salto com vara dos Europeus de Juvenis. O atleta madeirense (Estreito) saltou 4,80 metros (marca que serviu para qualificar os 13 finalistas) e fez parte do grupo A de qualificação. A final realiza-se no domingo.

Mas as boas notícias continuam nestes Europeus de Juvenis, com a passagem directa (três primeiras em cada eliminatória) da barreirista Juliana Guerreiro (Casa do Benfica de Faro) para as meias-finais. Na sua eliminatória a algarvia foi segunda com 60,97 segundos (recorde pessoal que a leva a terceira de sempre) atrás da alemã Anastasia Vogel (60.47).

Ainda durante a manhã, o portuense Bernardo Moreira (CAP) não conseguiu o apuramento para as meias-finais, correndo os 400 m barreiras em 54,97 segundos (perto do recorde pessoal), e o beirão João Bernardo (Penta Clube da Covilhã) terminou em 10º lugar na final dos 10.000 m marcha (49.39,89), prova que conheceu como vencedor o italiano Davide Finochietti (45.01,33).

Nos 800 metros, numa prova táctica, o bracarense João Peixoto (SC Braga) venceu a quarta eliminatória com a marca de 1.56,37 minutos, apurando-se directamente para a final, ao contrário do seu compatriota e colega de equipa Pedro Vilas Boas, que acabou a primeira série eliminatória com uma marca de 1.55 minutos, mas foi desclassificado por violação da regra 163.3 (violação das linhas). Não fora isso e teríamos os dois nas meias-finais.

Recordando a primeira jornada, na tarde, para referir a passagem de Beatriz Andrade para a final dos 100 metros (10,74 segundos, recorde pessoal e terceira de sempre), a passagem de Bárbara Neiva (Almada e Figueirinhas) para a final dos 2000 m obstáculos, tendo sido oitava na sua eliminatória com a marca de 7.00,01 minutos, e a eliminação de Rogério Amaral (Sobral Ceira) nos 1.500 metros, com o tempo mais lento dos concorrentes (4.11,88 minutos).