Benfica lidera nacional masculino da I divisão

Benfica na liderança (foto de arquivo)

Após o primeiro dia de competição, o Benfica lidera a final da primeira divisão do Nacional de Clubes, que está a decorrer em Braga, no Estádio 1º de Maio (juntamente com a final feminina, e ainda as finais da II e III divisões), na procura do oitavo título consecutivo, apesar dos encarnados terem emitido um comunicado pouco antes do início da prova dando conta de que participavam sob protesto.

O Benfica afirma que “existem fortes suspeitas de que o processo de filiação de alguns atletas na Federação Portuguesa de Atletismo se encontre ferido de graves irregularidades motivadas por eventuais falsas declarações (ou outras situações à margem dos regulamentos) quanto às datas de entrada e tempo de permanência em Portugal desses atletas”.

À margem disso, os atletas vão fazendo o seu melhor e os encarnados têm mais cinco pontos que o Sporting, com o Vidigalense (50) a lutar com o Sporting de Braga pelo pódio.

Quer Benfica quer Sporting têm razões para se queixar de lesões. Primeiro as águias, que tiveram de apresentar o jovem José Carlos Pinto nos 15000 metros, que foi quinto numa prova muito táctica, que Paulo Rosário, do Sporting, venceu claramente.

Lesão de Miguel Marques dá zero no comprimento

Mas os leões podem queixar-se do nulo no comprimento, já que Miguel Marques fez um salto nulo e já não saltou mais, devido a lesão! Mas o Benfica acabou por não conseguir totalizar o máximo dos pontos, já que Samuel Remédios, que trocou o clube da Luz pelo Vidigalense venceu a prova deixando Ivo Tavares em segundo. Foi a única prova com um vencedor diferente de Benfica e Sporting!

A prova mais emocionante acabou por ser a dos 5000 metros masculinos, com tudo decidido nos metros finais, com Samuel Barata a vencer Bruno Albuquerque por 46 centésimos.

“Foi uma prova muito renhida, o Bruno [Albuquerque] esteve em grande nível. Puxei desde o início impondo um ritmo forte, e acho que fizemos um grande espetáculo para o público, e sobretudo ganhei uns pontos importantes para o Benfica, devido ao equilíbrio com o Sporting”, disse o atleta do Benfica à agência Lusa.

Sem grandes surpresas, nota para o triunfo do júnior Leandro Ramos no dardo, a derrotar o recordista nacional Tiago Aperta.

A palavra aos líderes das equipas

No final da jornada, Ana Oliveira, coordenadora do Benfica, frisava à agência Lusa, “acabámos a jornada com cinco pontos de vantagem, mas sabemos que de nada servem para o que pode acontecer, pois qualquer equipa está sujeita a deslizes”, completou.

Sob o facto de o clube estar a correr sob protesto nesta competição, Ana Oliveira vincou que “é reiterar de uma posição anterior. Incomoda-nos um continuado silencio da Federação [Portuguesa de Atletismo] sobre a questão que levantamos [sobre alegadas irregularidades no processo de filiação de atletas]. Penso que com um esclarecimento, a Federação iria respeitar mais os clubes, sejam eles quais foram”, sublinhou.

Da parte do Sporting, Carlos Silva considerou que “era possível fazer melhor. Estamos com cinco pontos de atraso, o que nos deixa tristes nesta primeira jornada. Vamos lutar para inverter isso. Tem de ser possível fazer melhor neste segundo dia, esta equipa [masculina] se quer continuar na senda do título tem de ser mais assertiva”, completou., em declarações à agência Lusa.

Principais resultados:

I Divisão masculinos
100 m (v: +1.3 m/s): 1.º, Carlos Nascimento (SCP), 10.31; 2.º, Diogo Antunes (SLB), 10.47; 3.º, Edi Sousa (SCB), 10.67.
400 m: 1.º, Ricardo dos Santos (SLB), 46.27; 2.º, Soufiane Bouhadda (SCP), 47.21; 3.º, Bernardo Pereira (AJS), 48.46.
1500 m: 1.º, Paulo Rosário (SCP), 4:08.38; 2.º, Nuno Pereira (GDE), 4:08.60; 3.º, João Bernardo (JV), 4:08.90.
5000 m: 1.º, Samuel Barata (SLB), 13:57.30; 2.º, Bruno Albuquerque (SCP), 13:57.76; 3.º, Luís Saraiva (SCB), 14:22.54
Vara: 1.º, Diogo Ferreira (SLB), 5.40; 2.º, Edi Maia (SCP), 5.00; 3.º, Yanis Alves (JV), 5.00.
Comprimento: 1.º, Samuel Remédios (JV), 7.31 (+2.1, 7.30 regulares, +1.4); 2.º, Ivo Tavares (SLB), 7.26 (-0.4); 3.º, João Alexandre (GDE), 7.01 (+1.5).
Peso: 1.º, Tsanko Arnaudov (SLB), 20,03; 2.º, Marco Fortes (SCP), 19,10; 3.º, Adriano Lopes (SCB), 16,25.
Dardo: 1.º, Leandro Ramos (SLB), 71,00; 2.º, Tiago Aperta (SCP), 69,71; 3.º, Mário Marques (SCB), 64,21.
5000 m marcha: 1.º, João Vieira (SCP), 19:44.96; 2.º, Miguel Carvalho (SLB), 20:33.02; 3.º, Rui Coelho (CAS), 20:57.43.
4X100 m: 1.º, Sporting C P, 40.29; 2.º, S L Benfica, 40.78; 3.º, J. Vidigalense, 41.59.
Classificação colectiva no final do primeiro dia: 1.º, Benfica, 72 pontos; 2.º, Sporting, 67; 3.º, J. Vidigalense, 50; 4.º, SC Braga, 47; 5.º, CA Seia, 35; 6.º, GD Estreito, 33; 7.º, Jardim da Serra, 32; 8.º, Senhora do Desterro, 23.

Resultados totais: http://resultados.fpatletismo.pt/prova.aspx?id=1803035&date=21/07/2018