Inês Henriques é a melhor atleta do Mundo nos rankings da IAAF

Inês Henriques em Berlim (foto AMF)

A portuguesa Inês Henriques é a líder do ranking mundial da IAAF, a nova ordem de qualificação do atletismo.

A atleta de Rio Maior, com base nas tabelas de hoje, tem um total de 1459 pontos na classificação geral (todas as disciplinas), somando com mais sete pontos que a queniana Beatrice Chepkoech, que recentemente bateu o recorde Mundial dos 3000 m obstáculos, e com mais 15 pontos que a belga Nafissatou Thiam (campeã olímpica, mundial e europeia de heptatlo).

No top 5 ainda figuram os nomes de Mariya Lasitskene (altura), Caster Semenya (800 m) e Sandra Perkovic (penta campeã europeia do lançamento do disco).

Este ranking mundial, lançado no ano passado pela federação internacional, qualifica os atletas em termos gerais (soma de todas as disciplinas) e por disciplina, e terá elevada importância no acesso às maiores competições, como os Jogos Olímpicos e os Campeonatos do Mundo.

Neste ranking, as classificações em campeonatos continentais, presenças na Liga Diamante, campeonatos nacionais e ‘meetings’ mais cotados têm bases de majoração às pontuações dos atletas (como é o caso de Inês Henriques, campeã europeia e campeã de Portugal em todas as provas de marcha), ou de provas de estrada importantes, com Portugal a estar na lista com as maratonas de Lisboa, Porto e Funchal, e as meias-maratonas de Lisboa.

A contarem para o Mundial no Qatar

Estes rankings contarão já para os mundiais de Doha, no Qatar, em 2019, com prioridade aos melhor classificados, a par dos mínimos de qualificação (que serão divulgados no dia 01 de novembro) e os “wild cards” (convites), no caso dos campeões mundiais em título e dos vencedores da Liga Diamante e dos ‘challenges’ de lançamento do martelo, de provas combinadas e de marcha atlética. será um dos modos de qualificação para os Mundiais de 2019, para lá dos mínimos de qualificação (que serão divulgados no dia 1 de novembro), e dos “wild cards” – convites (campeões mundiais em título e vencedores da Liga Diamante, e dos Challenges de Lançamento do Martelo, de Provas Combinadas e de Marcha Atlética).

Nas posições nos rankings por disciplina, no “top 10” respectivo, Portugal apenas tem posições nas provas de marcha, sendo Inês a líder nos 50 km marcha, e Ana Cabecinha surgindo em 7º lugar nos 20 km marcha.

No que se refere aos atletas masculinos, Portugal não tem ninguém no “top 10” geral, mas tem dois atletas na classificação específica no triplo-salto, com Pedro Pichardo a ser o segundo do Mundo e Nelson Évora a ser quarto (isto porque este ranking mundial valoriza mais as finais da Liga Diamante e os meetings da Liga Diamante que propriamente os campeonatos continentais).

 

 

Os líderes portugueses e sua posição nos rankings mundiais por disciplina

 

 

O top 20 português com base no ranking mundial

Com base nas tabelas actualizadas do ranking mundial da IAAF, conseguimos ter aqui duas tabelas com o “top20” só dos atletas portugueses, numa classificação geral, sendo legítimo afirmar que os líderes do ano são Inês Henriques, em femininos, e Pedro Pichardo, em masculinos.

Neste top 20, com base no ranking mundial, que coloca em equação todas as provas ao longo da época, as provas de meio-fundo e marcha atlética têm a maioria de representações (9 atletas), logo seguidas das provas de velocidade e barreiras (5).

Em masculinos, a maior representação é dos saltadores (8), também seguida pelos velocistas e barreiristas (6).