Recordes, recordes e recordes na maratona… um deles durava há 43 anos!

Cameron Levins bate recorde canadiano com 43 anos!

Hoje foi dia de duas maratonas, Amesterdão e Toronto, e continuou a verificar-se a queda de recordes de percurso, para além de muitos recordes pessoais. Contudo, no continente americano, a história do dia é a queda do recorde de maratona do Canadá, que já tinha 43 anos!

O seu protagonista foi o canadiano Cameron Levins, finalista olímpico dos 10.000 metros, que na sua estreia na distância não defraudou as expetativas, terminando a prova no quarto posto com o tempo de 2:09.25 horas, batendo o registo anterior, estabelecido por Jerome Drayton em 07 de dezembro de 1975, em Fukuoka, no Japão.

A prova foi ganha pelo queniano Benson Kipruto (2:07.24 horas), que derrotou o tanzaniano Augustine Sulle (2:07.46), tendo outro queniano, Felix Kandie, fechado o pódio em 2:08.30.

Na prova feminina, com decisão no quilómetro final, Mimi Belete, do Bahrain, triunfou em 2:22.29, um recorde da prova, que é também o melhor registo de sempre da atleta, melhorando a anterior marca (2:26.06) em mais de dois minutos e meio.

A segunda classificada foi a etíope Marta Megra (2:22.35), com a queniana Ruth Chebitok a fechar o pódio com 2:23.29.

Cherono vence e bate recorde de Amesterdão

Cherono repete triunfo com recorde

Entretanto, em Amesterdão, o queniano Lawrence Cherono repetiu o triunfo de 2017, agora com um recorde do percurso, ao finalizar com 2:04.06 horas.

Foi a primeira vez que se baixou das 2:05 horas em Amesterdão, batendo o recorde da prova estabelecido por si em 2017 (2:05.09) em mais de um minuto.

Cherono correu a primeira meia maratona em 62.12 minutos e a segunda em 61.55. Impressionante os seus últimos 2.195 metros (6.18 minutos).

Subiram ao pódio os etíopes Mule Wasihun, que fez 2:04.37 (também a melhorar o seu recorde pessoal em um minuto), e Solomon Deksisa, que fez 2:04.40 e que quase baixou o seu melhor em dois minutos (tinha 2:06.22).

Um dos favoritos, o etíope Kenenisa Bekele, desistiu já depois dos 40 quilómetros, após ter sofrido uma queda.

Em femininos, a vencedora foi a etíope Tadelech Bekele, que cortou a meta em 2:23.14 horas, com as seguintes quatro atletas a terminarem no espaço de pouco mais de meio minuto: Shasho Insermu (Etiópia, 2:23.28), Azmera Gebru (Etiópia, 2:23.31), Desi Jisa (Bahrain, 2:23:39) e Linet Masai (Quénia, 2:23.46), esta em estreia na distância.