Usain Bolt tem oferta de contrato de futebolista… 20 vezes menor do que pede

O agente do ex-velocista Usain Bolt, recordista mundial dos 100 e 200 metros, afirmou este fim-de-semana que o jamaicano recebeu uma proposta de contrato profissional de jogador de futebol do Central Coast Mariners.

O jamaicano, de 32 anos, tem estado a treinar integrado no clube australiano, com vista a tentar uma carreira profissional, e agora o seu agente Ricky Simms, segundo o “The Guardian”, afirmou que o seu agenciado recebeu mesmo uma proposta oficial integrar a equipa, que no sábado passado iniciou o campeonato australiano com um empate (1-1) , com os Brisbane Roar.

Contudo, no final desse encontro, o treinador dos Mariners, Mike Mulvey, nas declarações pós jogo afirmou que não sabia nada sobre o assunto, nem mesmo se Bolt poderia integrar a equipa.

Esta segunda-feira, Greg O’Rourke, o “patrão” da A-League, o campeonato australiano, confirmou à radio SEN a existência de uma oferta para o jamaicano, mas afirmou não saber do seu desfecho, já que a proposta é “muito, mas mesmo muito, mais baixa do que Bolt pretende”.
“A resposta refletirá se Bolt pretende mesmo ser um futebolista, porque terá de passar por um processo temporário de aceitação, como qualquer outro futebolista, sem esquecermos em qualquer momento a sua importância mediática como o homem mais rápido do planeta”, afirmou O’Rourke.

Segundo o desenvolvimento da notícia, Bolt pretende um contrato de 3 milhões de dólares, mas os Mariners ofereceram 20 vezes menos: 150 mil dólares!

A A-League não pode financiar um contrato como Bolt pretende, mesmo sabendo o mediatismo que o jamaicano traria aos Mariners e à própria liga.

Segundo o dirigente da A-League, haverá um processo de negociação e entre todas as partes, apesar de os Mariners se remeterem ao silêncio. Certo é que Bolt não viajou para Brisbane com a equipa.