Recorde da EDP Maratona do Porto abrilhanta efeméride

Foto Runporto.com

A EDP Maratona do Porto chegou à 15ª edição com um novo recorde da prova a abrilhantar a efeméride. Um ugandês, Robert Chemonges, pela primeira vez na história do evento, impôs-se nas ruas do Porto, Matosinhos e Gaia, com o excelente tempo final de 2h09m05, e assim ultrapassou largamente o melhor registo produzido na Invicta, obra do queniano Philemon Baaru na edição de 2011 (2h09m51s), enquanto no lado feminino triunfava a etíope Abeba Gebremeskel, com 2h30m13s.

Os três primeiros com Paulo Guerra

Num dia algo sombrio, com chuva a marcar o desenrolar da corrida, registe-se um total 16 mil pessoas na totalidade do programa, que além da Maratona propriamente dita compreendia ainda a APO Family Race Corrida dos Ossos Saudáveis, de 15 km, e a Fun Race, uma mini corrida/caminhada, de 6 km.

Na frente masculina, com Rui Pedro Silva a fazer de “lebre” nos primeiros 15 km, uma dezena de atletas africanos foi marcando o ritmo, até que aos 30 km o ugandês disse adeus aos companheiros de corrida. Com 21 anos de idade, fez a sua sexta maratona, agora em recorde pessoal. O segundo lugar foi para o estreante Olivier Irabaruta, do Burundi, com um tempo de 2:09.48, também abaixo do anterior recorde do percurso, e o terceiro foi o etíope Fikadu Kebede, com 2h10m41s.

O pódio do nacional de maratona

Esta 15ª EDP Maratona do Porto incluía também o campeonato de Portugal da distância, e o campeão foi José Sousa, estreante na distância, a conquistar o título, em 2:19.25, à frente do sportinguista José Moreira (2:19.43), e de Carlos Costa (2:19.48).

Segundo triunfo de Abeba

Em femininos, as etíopes Abeba Gebremeskel e Meskerem Hunde, e a burundi Elvanie Nimbona (estreante), marcaram o ritmo da prova, sendo esta última a primeira a ceder, com Gebremeskel estugar o ritmo depois dos 30 km, para terminar em recorde pessoal com 2:30.13, garantindo o seu segundo triunfo na prova (vencera em 2012, ano de estreia na distância).

Vencedora no Porto

Meskerem Hunde foi segunda, com 2h33m49s, muito longe finalizou em terceira Elvanie Nimbona, em estreia na distância, com 2h44m21s.

Rosa Madureira

Na quarta posição Rosa Madureira, do FC Penafiel, mais uma vez se sagrou campeã nacional, com 2:50.06 (sexta vez em sete edições!).
A APO Family Race Corrida dos Ossos Saudáveis conheceu como vencedor Jorge Santa Cruz, do Sporting Clube de Braga, à frente de Daniel Pinheiro e de José Azevedo. Em femininos triunfou Emília Pisoeiro, adiante de Susana Godinho e de Vanessa Carvalho.

Resultados na página oficial da prova.

 

Texto: adaptado da Comunicação de RunPorto.com 

Fotos: Runporto.com