Sara Moreira terceira no Crosse de Allones

Pódio em França (foto do facebook da organização)

Boa prova de Sara Moreira hoje no Crosse de Allones, estando sempre na luta pelo triunfo na prova, terminando em terceiro lugar, num dos mais mediáticos corta-matos de França.

A atleta do Sporting, que já se encontra selecionada para os Europeus de Corta-Mato, que correu há uma semana em Atapuerca (Espanha), sendo 13ª classificada, mostrou-se hoje em grande plano, lutando mesmo até ao final da corrida feminina cortando a meta em 17.49 minutos, perdendo apenas com as etíopes Hawi Feysa (17.39), vice-campeã mundial de juniores em 2017 e já vencedora em 2017, e Gete Alemayheu (17.40), campeã nacional de 10.000 metros em 2018.

A prova masculina também registou presença portuguesa, mas menos fulgurante. O sportinguista Rui Pedro Silva terminou na 35ª posição (29.50 minutos), e Luís Feiteira, do Leixões SC, foi 52º (com 31.41).

Nesta prova, registou-se o triunfo do queniano Josphat Kipchirchir (27.00 minutos), à frente do etíope Birhan Melesse (27.02) e do francês Jimmy Gressier (27.15), o primeiro europeu.

Benfiquista Zakayo segundo em Soria

Entretanto, Jacop Kiplimo ganhou hoje o XXV Cross Internacional de Soria, repetindo o triunfo conseguido no ano passado. O atleta queniano, de 18 anos, que há uma semana venceu em Atapuerca, destacou-se no final da segunda volta do percurso, deixando para trás os seus adversários, cortando a meta com o tempo de 30.11 minutos, à frente do jovem queniano do Benfica, Edward Zakayo (terceiro em Atapuerca na semana passada), que fez 30.33 minutos. O terceiro foi o ugandês Timothy Toroitich (vencedor em Soria em três ocasiões), com 29.11.

Em femininos, o triunfo pertenceu à queniana Gloria Kite (28.47), à frente da dinamarquesa Anna Emilie MOLLER (28.54) e da espanhola Elena Loyo (29.11).