Filipe Fialho e Beatriz Sanguino vencem S. Silvestre dos Olivais

Partida da corrida (foto AMF)

Os jovens Filipe Fialho e Beatriz Sanguino foram os vencedores da 30.ª edição da S. Silvestre dos Olivais, prova de um dos bairros da cidade de Lisboa, que animou hoje a zona oriental da cidade e que contou com mais de mil concorrentes.

Fase da corrida (foto AMF)

Sem alguns dos grandes nomes do meio-fundo português presente, o jovem internacional do Benfica, que recentemente representou Portugal nos Europeus de corta-mato, isolou-se na segunda metade da prova para conquistar o seu primeiro triunfo com a camisola ‘encarnada’, cortando a meta com o tempo de 32.02 minutos, perante o olhar do padrinho da prova, João Junqueira, um dos vencedores das 30 edições da competição.

No final da corrida, o vencedor confessou que “vinha com intenção de dar o melhor na prova, não sabia se dava para vencer, mas consegui. Fico muito satisfeito por vencer com esta camisola vestida”.

Atrás dele ficaram Ricardo Ferreira, do Novas Luzes (32.13), e João Bragadeste, do Clube Praças da Armada (32.20).

Em femininos, registou-se o triunfo da jovem atleta Beatriz Sanguino, do Ingleses, clube da freguesia, que fez 40.45 minutos no percurso.

“Foi a terceira vez que corri esta prova e vencer quase me deixa sem palavras”, disse a inesperada vencedora no final. Subiram ainda ao pódio Sara Batista, do CDUL (41.14), e Cátia Nascimento, do Correr Lisboa (42.40).

As três primeiras, com a vencedora ao centro (foto AMF)

Resultados dos 1098 chegados na página oficial do organizador.