Dos sub23 em Miramas aos sportinguistas em Sevilha

Miramas

Cinco atletas (os que figuram nas listas de partida) compõem a seleção nacional aos Campeonatos do Mediterrâneo Sub23 em pista coberta, que amanhã se realizam em Miramas, na França.

Uma delegação que quase passava despercebida, sem ter conhecido qualquer critério de participação divulgado, e que está em França para a estreia desta nova competição, que se desenrola apenas num dia.

Os portugueses presentes são: em masculinos – 60 metros, Frederico Curvelo, do Benfica, que esta época já correu em 6,79, e que tem a segunda melhor marca entre os participantes (10 concorrentes); 400 metros, João Coelho, do Benfica, que abre aqui a época, e que tem a sexta marca (48,21, em pista coberta) entre os 11 concorrentes; 800 metros, José Carlos Pinto, do Benfica, que tem a quinta marca (1.50,34, p.c.) entre os nove inscritos; em femininos – 800 m, Salomé Afonso, do Sporting, campeã de Portugal de 800 metros, que tem a melhor marca (2.07,40, p.c.), entre as sete inscritas; 1.500 m, Patrícia Silva, do Benfica, que tem 4.34,45 em pista coberta, e que tem a quarta marca entre as 10 participantes (embora algumas não tenham as suas marcas referenciadas).

Sporting testa-se em Sevilha

Entretanto, como os seus responsáveis haviam admitido, o Sporting tem vários atletas a competir, no domingo, no Crosse Italica, em Sevilha.
Na principal distância masculina, estará o campeão nacional de corta-mato de 2018, Rui Teixeira, a liderar uma comitiva que integra ainda Andralino Furtado, António Silva, José Moreira e Pedro Ribeiro, enquanto em femininos, o Sporting apenas tem inscrita Laura Taborda.

Já nos sub20, o Sporting (que tem atletas presentes em masculinos e femininos) terá a companhia de atletas do Benfica, na competição masculina.

No plano internacional, destaque para a presença de Joshua Cheptegei, o ugandês vencedor em 2018, e os seus compatriotas Mande Bushendich e o júnior Jacob Kiplimo (vencedor de várias provas em Espanha, entre as quais a S. Silvestre de Madrid), para além do queniano Vincent Rono, de Albert Rop, do Bahrain, e do marroquino Abdalaati Iguider.

Na corrida feminina, destaque para a tricampeã europeia de corta-mato, a turca Yasemin Can, e para a recordista mundial dos 3000 m obstáculos, a queniana Beatrice Chepkoech.