Hermano e Filomena dominam “Meia” Manuela Machado

Hermano Ferreira e Filomena Costa voltaram a vencer a ‘Meia Maratona Manuela Machado – Viana Fica no Coração’; na Madeira, o alemão Nikki Johnstone bateu o recorde da maratona do Funchal.

Muito atletismo no dia de hoje, com destaque para a Meia Maratona Manuela Machado – Viana Fica no Coração, com Hermano Ferreira, do Casaense – Escola de Atletismo de Coimbra, a vencer a prova pela segunda vez (triunfou em 2014), correndo agora em 1:05.21 horas, deixando para trás os seus opositores, com os bracarenses Jorge Santa Cruz (1:07.02) e Ricardo Ribas (1:07.04) a completarem o pódio. A marca de Hermano Ferreira é a melhor marca nacional desta época.

Em femininos, Filomena Costa conquistou o seu terceiro triunfo (venceu antes em 2015 e 2018), com a marca de 1:16.13 horas. Recorde-se que, pouco mais de 12 horas antes, a atleta representou o seu clube, Jardim da Serra, da Madeira, nos apuramentos para os nacionais de pista coberta, nos quais venceu a prova de 3.000 metros.

Na segunda posição chegou Neide Dias, do Benfica, que surpreendera ao ser terceira nos campeonatos nacionais de estrada, na semana passada, e que agora se estreou em meia maratona com a marca de 1:17.04. Fechou o pódio a triatleta espanhola Edymar Abreu (1:17.18).
Terminaram a prova 2483 concorrentes

Maratona do Funchal com recordes

A Maratona do Funchal também se realizou na manhã de hoje, tendo registado dois recordes, o de participação, com 191 concorrentes chegados, e o do melhor tempo masculino, com a marca de 2:22.13 com que o alemão Nikki Johnstone venceu a prova, à frente dos portugueses José Gaspar (2:33.42) e Hélder Santos (2:35.06).

Em femininos, Rosa Madureira conseguiu a sua quarta vitória (em cinco edições da prova), desta vez com a marca de 2:55.23. Subiram ao pódio Lauri Enn, da Estónia (3:08.33) e Mónica Ferreira (3:18.55).

Venceram a meia maratona, os portugueses Paulo Macedo (1:14.44) e Daniela Sousa (1:34.05).