Meeting de Pombal antecipa os Campeonatos de Portugal

Francisco Belo

O Expocentro de Pombal acolheu ontem mais um bom momento de atletismo, com vários atletas perto das marcas de qualificação para os Europeus de Pista coberta e deixando muitas promessas para os Campeonatos de Portugal do próximo fim-de-semana.

O salto em comprimento foi uma das provas em destaque, com o benfiquista Ivo Tavares a conseguir 7,79 metros (a 16 centímetros da qualificação) e a derrotar o seu colega de equipa Marcos Chuva (7,68m), com Carlos Veiga (Sporting) a saltar 7,52 m.

Nos 400 metros, triunfou Raidel Acea, do Benfica, em 47,02 segundos, à frente de Mauro Pereira (Benfica), que fez 48,33 s, com muitos atletas a correrem na casa dos 49 segundos. Também o salto com vara foi interessante, com Icaro Miranda (Benfica), a saltar 5,40 metros, recorde pessoal e melhor marca portuguesa do ano; tal como os 1500 metros masculinos, com dois sportinguistas em evidência: Paulo Rosário, que venceu em 3.47,03, e o júnior Nuno Pereira, a fazer 3.48,22, a 22 centésimos do recorde nacional de juniores; e, ainda, o salto com vara feminino, em que a belga Chloé Henry saltou 4,00 metros, a mesma marca de Marta Onofre.

No lançamento do peso masculinos, Francisco Belo, do Benfica, voltou a lançar perto do 20 metros (19,84metros), com Marco Fortes (Sporting), a lançar 17,55; em femininos, a camaronesa do Sporting lançou o peso de 4 kg a 16,95 metros, derrotando as colegas de equipa Jessica Inchude (16,40) e Francislaine Serra (15,92m); e no salto em altura, o júnior Gerson Baldé conseguiu saltar 2,08 (recorde pessoal), derrotando Paulo Conceição, do Benfica, e Marcos Maio, do Olimpico Vianense, ambos com 2,05 metros

Outras provas conheceram também bons despiques, como os 60 metros masculinos, com Frederico Curvelo a vencer em 6,78 segundos (a seis centésimos da qualificação para os Europeus), à frente de Rafael Jorge, 6,89, mas com Ricardo Souza (6,83s), a destacar-se noutra série (todos atletas do Benfica); os 60 metros femininos, com a junior do Benfica, Catarina Lourenço (7,71s), a derrotar Shaina Mags, do Braga (7,76s); nos 60 metros, com o brasileiro João Vitor Oliveira a fazer 7,95 segundos , derrotando Hélio Vaz (8,06s), ambos do Benfica; nos 800 metros femininos, com triunfo de Salomé Afonso, Sporting, em 2.08,72 minutos, derrotando Carla Mendes, do Vidigalense (2.09,53m);

Nas restantes provas, registaram-se os triunfos de Sandra Protásio, do Joma, nos 3000 metros (10.01,41 minutos); de Carina Vanessa, Sporting, nos 400 metros (57,37 segundos); de Anabela Neto, Sporting, no salto em altura (1,78 m); de Fatumata Balde, Benfica, nos 60 m barreiras (8,69 segundos); e de Shaina Mags, do Sporting Braga, no triplo (13,19 metros).