Pedro Pichardo fora dos Campeonatos de Portugal

Primeiro triunfo de Pichardo em nacionais (arquivo melhor marca)

O benfiquista Pedro Pichardo é o grande ausente dos Campeonatos de Portugal de pista coberta, que este fim-de-semana se realizam em Pombal, e que terá transmissão em direto por parte da FPA.

A par de Pichardo, campeão de Portugal no ano passado, no triplo-salto, que competirá na final de clubes, também estará ausente o seu colega de equipa David Lima, assim como as meio-fundistas do Sporting, Sara Moreira, Jéssica Augusto, Salomé Rocha, Catarina Ribeiro, que recentemente venceram, pela segunda vez consecutiva, a Taça dos Clubes Campeões Europeus de Corta-mato, e também não estará Dulce Félix, do Benfica.

De resto, todos os melhores portugueses se encontram nas listas de inscritos para os Campeonatos, divulgadas hoje pela Federação Portuguesa de Atletismo.

Estes Campeonatos de Portugal realizam-se sábado (das 14 às 19.30 horas) e domingo (das 10.30 às 13.00 e das 14.30 às 18.45), em Pombal, e entre os atletas que têm qualificação para Glasgow, avulta a presença de Nelson Évora (Sporting), que tem sete títulos de campeão de triplo-salto, e que detém a melhor marca de Portugal deste ano (16,61), e de Patrícia Mamona (Sporting) e Susana Costa (A. Fernanda Ribeiro), também no triplo-salto, ambas com seis títulos cada (e que luta será este ano para o desempate).

Mais emoção nos saltos

Nos restantes saltos, será interessante assistir ao comprimento masculino, com os benfiquistas Ivo Tavares (7,79) e Marcos Chuva (7,68) – este que conta com quatro títulos -, e ainda o sportinguista Miguel Marques (7,56) em interessante despique com vista aos mínimos (7,95 metros), o mesmo podendo acontecer em femininos, embora aqui Evelise Veiga leve vantagem (6,40 m).

No lançamento do peso, Tsanko Arnaudov está melhor colocado para obter o seu quarto título (e competirá Marco Fortes, que tem 13 títulos de campeão), com Francisco Belo a tentar a qualificação para Glasgow. Nos 60 m barreiras, Olímpia Barbosa (Sporting) é a grande favorita, e está a sete centésimos da qualificação para Glasgow, o que poderá acontecer e Pombal.

De entre os atletas que têm qualificação, estarão presentes os mais recentes, os especialistas de 1500 metros, Paulo Rosário (Sporting), detentor da melhor marca do ano, e Emanuel Rolim (Benfica), sendo interessante ver se a prova será rápida, para uma melhoria de ambos, ser será mais táctica.

Velocidade promete

A velocidade estará no topo das atenções. Em masculinos, a corrida de 60 metros tem um qualificado, Carlos Nascimento, do Sporting, e tem “candidatos” a acompanhá-lo, o benfiquista Diogo Antunes (a quem falta um centésimo para Glasgow) e o também sportinguista Ancuian Lopes (a dois centésimos). Nos 60 metros femininos, Lorene Bazolo, Sporting, tem mínimos, e é a candidata ao título, mas tem duas atletas a “pisar-lhe os calcanhares”, as benfiquistas Tamiris de Liz, brasileira, e Delphine Nkansa, belga, isto em termos apenas de corrida.

Perto dos mínimos (faltam três centésimos) está Cátia Azevedo, do Sporting, que correrá os 400 metros no meeting de Gent, na Bélgica, no sábado, e depois correrá os 800 metros em Pombal.

Na marcha, em masculinos, competirá o homem com mais títulos em pista coberta, o sportinguista João Vieira, que tem 18 títulos! Em femininos, a atleta com maior número de títulos, Carmo Tavares (23), já não compete, e das vinte mais campeãs, apenas está Ana Cabecinha, do Pechão, com oito títulos na marcha.

Ao longo da história dos Campeonatos de Portugal, a equipa que conquistou mais títulos individuais é o Sporting, com 326 (154 masculinos e 172 femininos), seguida do Benfica, com 224 (157+67), do F.C. Porto, com 67 (41+26) e do Clube de Natação de Rio Maior, com 36 (21+15).

A página da FPA dos Campeonatos tem acesso aos links para os resultados em direto, para uma transmissão em direto dos campeonatos, regulamento, horário, lista de inscritos, um histórico dos campeões, as marcas de qualificação para Glasgow e os resultados do ano passado.