Vendaval de boas marcas em Ras Al Khaimah

Stephen Kiprop (foto organização)

Realizou-se hoje a Meia Maratona de Ras Al Khaimah, nos Emiratos Árabes Unidos, que proporcionou uma das mais rápidas corridas da história da meia maratona.

Em masculinos, o queniano Stephen Kiprop (19 anos) venceu a prova, igualando o recorde do percurso ao cortar a meta em 58.42 minutos, passando para o quinto lugar na lista de todos os tempos.

Na primeira meia maratona da história em que 11 homens terminaram abaixo da uma hora, este foi o tempo mais rápido conseguido por um sub20. Kiprop já tinha dado boa conta de si quando se estreou na distância, no ano passado, ganhando a Meia Maratona Venloop (59.44), vencendo depois a “meia” de Usti Nad Labem (59.41), fixando depois o antigo recorde pessoal em 59.21, quando foi quinto em Valência. O segundo classificado foi o etíope Abadi Hadis (58.44), que igualou o seu recorde pessoal, enquanto outro etíope,Fikadu Haftu, fechou o pódio com 59.08.

Suíço Julien Wanders bate recorde europeu da meia maratona

Julien Wanders (foto organização)

Fora do pódio, ao ser quarto classificado, o suíço Julien Wanders bateu o recorde europeu da meia maratona, ao completar a prova em 59.13 minutos, superando o máximo estabelecido pelo britânico Mo Farah, em Lisboa, quando aqui venceu em 2015 com o tempo de 59.32 minutos.

O suíço, de 22 anos, que faz longas sessões de treino no Quénia, detém igualmente o recorde da Europa dos 10 quilómetros, com 27,25 minutos, estabelecido em dezembro de 2018, em França.

Cinco mulheres a fazer história

Chegada feminina (foto organização)

A prova feminina também foi prodigiosa, com as três primeiras, todas etíopes, a cortarem a meta ao sprint, com Senberi Teferi a produzir a melhor estreia de sempre com a marca de 65.45 minutos, com a segunda classificada a ser cotada com a mesma marca e a terceira, Zeineba Yimer, a apenas um segundo! Curiosamente, estas duas últimas atletas estão na lista de participantes na Meia Maratona de Lisboa, que ontem foi anunciada.

A este trio junta-se a etíope Degitu Azimeraw (66.07) e a queniana Valary Jemeli Aiyabei (66.14), tendo as cinco produzido a mais rápida chegada de sempre em meia maratona, todas abaixo de 67 minutos.

Uma curiosidade: a sexta classificada, Peres Jepchirchir, que já foi recordista mundial de meia maratona, cumpriu a sua primeira meia maratona após paragem para ser mãe.

Principais resultados:

Homens
1. Stephen Kiprop, QUÉ, 58.42; 2. Abadi Hadis, ETI, 58.44; 3. Fikadu Haftu, ETI, 59.08; 4. Julien Wanders, SUI, 59.13 (recorde Europa); 5. Morris Gachaga, QUÉ, 59.22; 6. Mule Wasihun, ETI, 59.34; 7. Daniel Kipchumba, QUÉ, 59.36; 8. Amedework Walelegn, ETI, 59.39; 9. Abel Kipchumba, QUÉ, 59.40; 10. Shadrack Kiminning, QUÉ, 59.42; 11. Kaan Kigen Ozbilen, TUR, 59.48 (recorde da Turquia); 12. Edwin Kiprop Kiptoo, QUÉ, 60.20; 13. Lelisa Desisa, ETI, 60.36.

Mulheres
1. Senberi Teferi, ETI, 65.45; 2. Netsanet Gudeta, ETI, 65.45; 3. Zeineba Yimer, ETI, 65.46; 4. Degitu Azimeraw, ETI, 66.07; 5. Valary Jemeli Aiyabei, QUÉ, 66.14; 6. Peres Jepchirchir, QUÉ, 67.36; 7. Paskalia Kipkoech, QUÉ, 67.38; 8. Naom Jebet, QUÉ, 68.19.