Rui Pinto e Mariana Machado renovam título de crosse curto

Prova feminina (fotos Marcelino Almeida)

Os atletas Rui Pinto, do Benfica, e Mariana Machado, do Sporting de Braga, revalidaram hoje os títulos de campeões nacionais de Crosse Curto, que decorreu na Marinha Grande, em conjunto com os nacionais universitários, de veteranos e as finais de corta-mato do Desporto Escolar.

Uma jornada com muitos atletas e um percurso com um afunilamento da zona de partida que se mostrou perigoso e uma divulgação demasiado tardia de resultados dos nacionais de crosse curto marcaram um excelente dia na Marinha Grande.

Fase da prova masculina (foto Marcelino Almeida)

Na principal prova masculina, Rui Pinto, do Benfica, que defendi o título, ficou no meio do enorme pelotão e só no final da primeira volta conseguiu chegar à cabeça do mesmo para uma prova sem percalços, em que fez valer o seu natural ascendente sobre os seus adversários, cortando a meta com quatro segundos de vantagem sobre os atletas que chegaram nas posições imediatas, que disputaram a classificação ao “sprint”, com Luís Saraiva, do Sporting de Braga, a ser melhor que o benfiquista Samuel Freire.

Fase da prova masculina, com líder El Kalay sem um sapato! (foto Marcelino Almeida)

Como o Benfica não apresentava equipa completa para pontuar (contavam os quatro primeiros), triunfou a formação do Sporting de Braga, que contou ainda com Hugo Almeida (6º), Francisco Rodrigues (7º) e Ricardo Ribas (8º, sendo o campeão universitário e o primeiro veterano M40). O primeiro sub23 foi Gonçalo Varela, do Benfica (16º) e o primeiro júnior foi Gonçalo Batista, do Maratona (69º).

Na prova feminina, que integrava ainda o nacional de veteranas, a júnior Mariana Machado controlou bem o esforço, deixando as adversárias controlarem o ritmo, para aproveitar o seu final mais forte para triunfar em 13.07 minuto, sagrando-se ainda primeira júnior e primeira universitária. Foi no sprint final que a bracarense derrotou as atletas do Recreio de Águeda, Emília Pisoeiro e Susana Cunha, que chegaram nas posições imediatas, liderando a sua equipa, que revalidou o titulo nacional conquistado no ano passado, voltando a derrotar as equipas do Sporting de Braga e o Grecas. A primeira veterana foi Carla Martinho, do Recreio de Águeda (4ª) e a primeira sub23 foi Lília Martins, do J. Vidigalense (8ª).

Mariana Machado a caminho do título (foto Marcelino Almeida)

Principais resultados (classificações completas na página da FPA):

Masculinos (4000 m): 1. Rui Pinto (Benfica), 11.28 minutos ; 2. Luís Saraiva (Sporting de Braga), 11.32; 3. Samuel Freire (Benfica), 11.32; 4. Hugo Santos (S. João da Serra), 11.35; 5. Paulo Barbosa (Maia AC), 11.35; 6. Hugo Almeida (Sporting de Braga), 11.41; 7. Francisco Rodrigues (Sporting de Braga), 11.42; 8. Ricardo Ribas (Sporting de Braga), 11.43. Vencedores dos outros escalões: sub23 – Gonçalo Varela (Benfica) 12.00; júnior – Gonçalo Batista (Maratona) 12.54. Por equipas: 1. Sporting de Braga, 23; 2. Maia AC, 41; 3. S. Salvador do Campo, 55.

Femininos (4000 m): 1. Mariana Machado (Sporting de Braga), 13.07 minutos (1ª. Júnior); 2. Emília Pisoeiro (Recreio de Águeda), 13.09; 3. Susana Cunha (Recreio de Águeda), 13.21; 4. Carla Martinho (Recreio de Águeda), 13.27; 5. Lia Lemos (Maia AC), 13.30 (2ª. Júnior); 6. Ana Lopes (Recreio de Águeda), 13.35; 7. Vanessa Carvalho (Sporting de Braga), 13.42; 8. Lília Martins (J. Vidigalense), 13.46.

Por equipas: 1. Recreio de Águeda, 15 pontos; 2. Sporting de Braga, 37; 3. Grecas, 59.