Arrábida Challenge é mesmo alternativa de primavera

Samuel Castela e Filipa Castela venceram isolados a vertente competitiva da prova de obstáculos que liga o mar à montanha.

Numa excelente manhã de primavera, de sol e temperatura agradável, a cidade de Setúbal acolheu uma competição diferente. Com partida e chegada ao Parque Urbano de Albarquel, realizou-se a segunda edição do Arrábida Challenge, uma oferta diferente de participação, a conjugar cerca de dez quilómetros de corrida com a passagem por vários obstáculos.

Mais de 500 concorrentes, com várias partidas (de cinco em cinco minutos), distribuídos por partidas de competição (com cronometragem) e de lazer, participaram nesta organização da Associação de Atletismo Lebres do Sado.

A primeira das rondas de elite integrava a madrinha da prova, Margarida Fernandes, que para além de atleta de elite OCR é treinadora de crossfit, e os mais destacados Samuel Castela, vencedor da primeira edição (2016), que já participou em mundiais e europeus de Spartan Race, e Filipa Castela, campeã da Europa do Circuito de Montanha 2018 Elite Spartan Race.

Todos partiram na primeira ronda de elite, bem cedo, às 9.30 horas, e acabaram por ser eles os melhores no final da corrida.

Samuel Castela foi mesmo o vencedor absoluto, gastando o tempo de 44.58 minutos para cumprir o percurso.

No final, o atleta do LynxTeam caracterizou o percurso como «muito agradável, mas muito rápido. Os obstáculos não eram muito exigentes em termos técnicos e por isso a prova foi muito rápida, num excelente enquadramento. Estou contente com o meu triunfo, também porque venci na primeira edição, mas sobretudo porque a organização está de parabéns pelo circuito que aqui montou, que é excelente para estas centenas que aqui procuraram diversão».

Atrás dele, ficaram João Rebelo (Remo Clube Lusitano), que gastou quase três minutos mais (47.40), fechando o pódio com Tiago Duarte (Team Urban Obstacles), que fez 47,56 minutos.

Em femininos, Filipa Castela, também do LynxTeam, foi a mais forte, terminando a prova com 59.25 minutos, gastando quase três minutos menos que a segunda classificada, Eugénia Martins (1:02.20), enquanto a madrinha da prova, Margarida Fernandes (100%Tiger Box), que precisou de 1:06.05 horas para completar o percurso.

Por equipas, triunfo em masculinos do CrossFit Alphaden, em femininos triunfou o Arrabida Obstacles Runners, enquanto na vertente mista triunfou o LynxTeam. A equipa mais numerosa, com uma recordação, foi o Naus OCR Team.

Resultados completos em https://werun.pt/resultados/arrabida-challenge-2019.