Francis Obikwelu acrescenta valor aos Mundiais de veteranos

Francis Obikwelu (foto: World Masters Athletics Championships Indoor TORUŃ 2019, por Iwona Serafin)

Há uma equipa de portugueses a competir nos Mundiais Masters de Pista Coberta, Estrada e Lançamentos Longos, que desde o passado dia 24 de março (e até ao dia 30) se estão a realizar em Torun, na Polónia, no mesmo local que em 2021 receberá os Europeus absolutos de pista coberta.

Sem desvalorizar os restantes atletas, a verdade é que Francis Obikwelu, em estreia nestas provas de veteranos, tem um palmarés invejável para a esmagadora maioria dos participantes. Medalha de Prata nos 100 metros dos Jogos Olímpicos de Atenas 2004 e ainda recordista europeu na distância, Obikwelu tem merecido destaque por parte da organização.

Ele é o principal rosto de uma equipa com 35 elementos, que já conquistou várias medalhas.

Bronze de Joaquim Figueiredo no primeiro dia

No primeiro dia, o grande destaque foi para Joaquim Figueiredo, que conquistou a medalha de Bronze nos 3000m (M50), com 9.24,94.
Depois, nota para António Morais, com um meritório quarto lugar no comprimento (M35), com 6.44m.

Ainda neste dia, apontamentos para Serafim Gadelho nos 400m M50 ao vencer a sua eliminatória com 55,33 e a ser apurado para as Semi-finais com o terceiro tempo geral entre 31 participantes, Selwin Weber com lugar de Finalista no Comprimento M45 ao ser oitavo com 5.89m (novo Recorde Nacional em Pista Coberta) e a estreia do elemento mais idoso da representação, José Bom no Martelão, classificando-se na quarta posição com 5.89m.

Francis Obikwelu e o ouro de Davide Figueiredo

No segundo dia, Francis Obikwelu, venceu a sua eliminatória de 60 metros do escalão mais de 40 anos (M40), com a marca de 7,08 segundos (ele tem 6,98 como melhor este ano), apurando-se diretamente para a meia-final, onde terá a companhia de outro português, Marco Veloso, do mesmo escalão etário, que venceu a sétima eliminatória com a marca de 7,27 segundos.

Entretanto, o português Davide Figueiredo conquistou a medalha de ouro em M45 (mais de 45 anos) na prova de corta-mato de 8 km, onde também Domingos Barros (M50) conquistou a medalha de prata e Joaquim Figueiredo (que na véspera conquistou o bronze na prova de 3000 metros pista coberta) foi quarto classificado. A equipa portuguesa conquistou a medalha de ouro colectiva.

Wever e Obikwelu na final de 60 m e a medalha de Ana Macedo

Em termos de medalhas, destaque para os 3000 m marcha, em que Ana Macedo conquistou a medalha de bronze nos W45 (com 18.57,27).
Já neste terceiro dia, Selwin Wever e Francis Obikwelu conseguiram o apuramento para as finais dos 60m M45 e M40.

Francis ganhou sem forçar a primeira Semi-final M40 com 7.07, mas nas seguintes os seus adversários mostraram muito valor…. 6.92, 6.94, o que vai obrigar o atleta do Sporting a puxar dos galões.

Grande corrida de Selwin Wever a bater novamente o seu Recorde Pessoal ao fazer excelentes 7.34 nos 60 metros, classificando-se na terceira posição da sua meia final.

Nos 400 metros, Serafim Gadelho foi quarto classificado na final de 400 metros (54,20) em M50; Carlos Pereira, com 1,70 m, foi quarto no salto em altura (M50).

Pode acompanhar-se esta competição na página de Facebook da ANAV ou, em termos de resultados, na página oficial dos campeonatos.