Patrícia Mamona vence triplo e Evelise Veiga sobe a terceira de sempre no triplo

Evelise Veiga (arquivo)

Patrícia Mamona foi prejudicada pelo vento; Evelise Veiga consegue qualificação para os Mundiais de Doha; Mariana Machado fica a menos de seis segundos do recorde de juniores nos 3000 metros

Que grande prova de triplo-salto, no Meeting da Maia Cidade de Desporto, com o triunfo de Patrícia Mamona (Sporting), com 14,42 metros (vento: +3,1 m/s), enquanto a segunda classificada, a também sportinguista Evelise Veiga, conseguiu um recorde pessoal de 14,32 metros (v: +0,6 m/s), subindo a terceira portuguesa de sempre, garantindo ainda qualificação para os Mundiais de Atletismo que realizarão em Doha, no Catar, e também para os Jogos Olímpicos de Tóquio 2020.

Para além desta, houve outras provas com bons resultados, como nos 1500 metros femininos, destacando-se Mariana Machado, do Sporting de Braga, que correu os 3000 metros em 9.01,86 minutos, subindo a segunda melhor júnior portuguesa de sempre, tendo apenas diante de si a recordista nacional, Fernanda Ribeiro, que correu a distância em 8.56,33 m, em 1987 (há 32 anos!). Esta é também marca de qualificação para os Europeus de sub20. Em segundo lugar ficou a queniana do Sporting, Fancy Cherono (9.08,90). Nesta prova, Lia Lemos, do Maia, com 9.29,53 m, superou a marca de qualificação para os Europeus sub20.

Mas houve mais marcas de qualificação. Nos 1500 metros masculinos, Isaac Nader, do Benfica, que correu em 3.43,77 minutos (confirmando a marca de qualificação para os Europeus sub23), derrotando o sportinguista Paulo Rosário (3.45,15). O benfiquista José Carlos Pinto correu em 3.45,57 (qualificação para os Europeus sub23), e o sportinguista Miguel Moreira, com 3.47,36 conseguiu marca para os Europeus sub20.

Na mesma distância, em femininos, a jovem Patrícia Silva (Benfica), melhorou a sua marca pessoal (4.23,35 minutos), e a segunda, Andreia Pingueiro (J. Vidigalense), correu em 4.25,17 m (marca para os Europeus sub23).

Os dois primeiros dos 400 metros, João Coelho (47,56 segundos) e Mauro Pereira (47,58), ambos do Benfica, confirmaram a marca para os Europeus sub23; nos 100 metros masculinos, Carlos Nascimento (Sporting), correu em 10,31 segundos, à frente de Delvis Santos, do Benfica (10,52); enquanto em femininos, triunfo de Lorene Bazolo, do Sporting, com 11,47 segundos (fez 11,43 na eliminatória, melhor marca portuguesa do ano), à frente da jovem benfiquista Delphine Nkansa (11,92 segundos, mas fez melhor na eliminatória, com 11,87), e júnior Catarina Lourenço (Benfica), correu em 11,97 (mas na eliminatória correu em 11,90, marca de qualificação para os Europeus sub20).

Para além disto, Tiago Pereira (Sporting), venceu o salto em altura (2,17m); Rivinilda Mentai (Benfica), venceu os 400 metros em 54,82 segundos (Dorothée Évora, do Sporting, foi segunda com 55,18); o brasileiro João Vitor Oliveira (Benfica), venceu os 110 metros barreiras (13,70 segundos); no dardo, venceram Cláudia Ferreira, do Sporting, com 48,69 metros, e Mário Marques, do Sporting de Braga, com 63,19 m; e Hugo Almeida, do Sporting de Braga, venceu os 3000 metros em 8.04,53 minutos; finalmente, no comprimento, triunfo do espanhol Eusebio Caceres (7,89 metros), cinco centímetros mais que Marcos Chuva (7,84 m).

Ligação para os resultados do Meeting: https://mmcd19.blogspot.com/?fbclid=IwAR3oCHYSIGaA4qIRGN6hNwvNu_Rc5Zfb9HT2zdSgGwoO-QgH5htMpS3Bckk