IAAF oficializa mudanças de nacionalidade para Portugal

Raidel Morales pode representar Portugal a partir de janeiro

Foi hoje divulgada a newsletter da IAAF que dá conta das decisões tomadas sobre as mudanças de nacionalidade autorizadas pela Federação Internacional, onde constam os portugueses Abdel-Kader Larrinaga-Hernandez, autorizado a competir por Portugal a partir de 1 de novembro, Raidel Morales e Yariadmis Arguelles-Baro, autorizados a competir por Portugal a partir de 1 de janeiro de 2020.

Entretanto, foram ratificados os recordes mundiais dos 400 metros barreiras femininos, que está agora em 52.20, conseguido por Dalilah Muhammad (EUA), em Des Moines, a 28 de julho (anterior recorde: 52.34 Yuliya Pechonkina, Rússia, Tula, 8 de agosto de 2003); e também dos 100 m barreiras sub20, que foi melhorado duas vezes no mesmo dia: 12.79 (1.4m/s) e 12.71 (1.3m/s), pela jamaicana Brittany Anderson, em Joensuu, a 24 de julho (anterior recorde: 12.84 Aliuska Lopez, Cuba, Zagreb, 16 julho 1987).

Na mesma comunicação, a IAAF também divulga os nomes dos mais recentes sancionados por ofensas de doping, onde avultam os nomes de Yekaterina Medvedeva Ryzhova, campeã mundial de juniores de 10000 m marcha em 2012, sancionada com oito anos de suspensão (até março de 20127), sendo os resultados anulados a partir de 31 de janeiro de 2018 (importa referir que a russa já tinha estado suspensa dois anos, entre 2013 e 2015); e ainda da letã Ineta Radevica, saltadora em comprimento já retirada, campeã da Europa em 2010 e vice-campeã mundial em 2011, castigada com dois anos, mas com os resultados anulados desde 8 de agosto de 2012!