Duplantis já acima dos 6 metros!

Foto World Athletics
Patrícia Mamona foi segunda no triplo-salto

 

Por Pedro Pires, especial para MelhorMarca.pt

 

Impressionante exibição do jovem Armand Duplantis em Dusseldorf, a 3ª etapa da World Athletics Indoor Tour. O sueco, de 20 anos, saltou hoje a 6,00 metros no Salto com Vara, batendo o seu recorde pessoal debaixo de teto e ficou muito próximo de quebrar o recorde mundial absoluto da Vara! Duplantis – que tinha tido uma pouco habitual falha a 5.70 metros – passou os 5.95 metros à primeira, no que já era um recorde pessoal indoor para ele. À segunda tentativa passou mesmo os 6 metros, batendo o recorde do meeting, tornando-se no 11º atleta a passar essa marca em pista coberta. Duplantis – que, ao ar livre, já chegou aos 6.05 metros nos Europeus de Berlim – tentou, logo de seguida, o recorde mundial (absoluto) a 6.17 metros e esteve muito próximo na 2ª tentativa. O corpo do sueco passou todo (com um ligeiro toque), dando a impressão que iria mesmo fazer o impossível, mas ao descer, o cotovelo acabou por tramar o jovem sueco, que mostra, ainda assim, uma forma estupenda e deixa claro que o recorde pode ser seu no futuro.

Na mesma prova, o norte-americano, campeão mundial ao ar livre, Sam Kendricks passou a 5.80 metros (igualando o melhor da temporada), mas já não conseguiu fazê-lo nas alturas seguintes.

Patrícia Mamona perto da vitória

No Triplo, a presença de Patrícia Mamona concentrava as atenções portuguesas e a atleta provou estar já em boa forma, ultrapassando os 14 metros, num dos dois saltos válidos que teve ao longo do concurso. Foi ao 4º salto que a portuguesa saltou 14.09 metros, ficando a oito centímetros da primeira classificada, que foi a atleta da casa Neele Eckhardt, com um novo recorde pessoal em pista coberta.

Mamona esteve mesmo bastante próxima de vencer o concurso, uma vez que o seu último salto chegaria para tal, caso não tivesse pisado ligeiramente a tábua de chamada. Fica a curiosidade da atleta ter começado a temporada exatamente com a mesma marca que começou em 2019.

Boas marcas na meia distância e surpresas no Peso e Barreiras

Os 1.500 metros estiveram também em evidência na Alemanha, com marcas de elevado nível a darem as vitórias no masculino e no feminino. Nos homens, o norueguês Filip Ingebrigtsen correu a distância em 3:36.32, retirando mais de dois segundos ao seu recorde pessoal e subindo a líder do ano. O mesmo aconteceu nas mulheres, onde a queniana Beatrice Chepkoech provou que ainda tem o que é preciso para brilhar sem obstáculos – ela é a recordista mundial dos 3.000 obstáculos –, correndo os 1.500 metros em 4:02.09, uma marca que é recorde do meeting e também marca líder mundial do ano. Já os 3.000 metros masculinos ficaram marcados por um festival de boas marcas e recordes pessoais, uma vez que seis atletas alcançaram a melhor marca das suas carreiras.

O etíope Getnet Wale – também ele, especialista nos obstáculos – estreou-se bastante bem, com 7:36.03, mas não evitou a vitória do seu compatriota Selemon Barega, que nos metros finais voou para finalizar em 7:35.71, um novo recorde do meeting, recorde pessoal e marca líder mundial para o jovem que foi medalhado de prata nos 5.000 metros dos últimos Mundiais de Doha (ao ar livre) e medalhado de prata nos 3.000 metros dos últimos Mundiais em pista coberta, que se realizaram em Birmingham.

Quanto a surpresas, as maiores sucederam no Lançamento do Peso e nos 60 metros barreiras. O Peso – que contava com nomes grandes, como o polaco Konrad Bukowiecki e o checo Tomás Stanek, ambos integrante do clube dos 22 – foi vencido pelo croata Filip Mihajlevic, que lançou o engenho a 21.52 metros, um novo recorde pessoal em pista coberta. Nos 60 metros barreiras, grande surpresa nos homens com a vitória do atleta do Kuwait, Yaqoub Mohamed Al-Youha em 7.54 segundos, novo recorde pessoal. Nas mulheres, a norte-americana Christina Clemons venceu a prova em 7.91 segundos, batendo a nº2 mundial, a nigeriana Tobi Amusan, que foi apenas 3ª.

Todos os vencedores:
Masculino
60 metros: CJ Ujah (GBR), 6.53
800 metros: Marc Reuther (GER), 1:46.13
1.500 metros: Filip Ingebrigtsen (NOR), 3:36.32
3.000 metros: Selemon Barega (ETH), 7:35.71, MR
60 metros barreiras: Yaqoub Mohamed Al-Youha (KUW), 7.54
Salto com Vara: Armand Duplantis (SWE), 6.00m MR
Lançamento do Peso: Filip Mihaljevic (CRO), 21.52m

Feminino
60 metros: Gina Bass (GAM), 7.16
400 metros: Lisanne de Witte (NED), 52.30
1.500 metros: Beatrice Chepkoech (KEN), 4:02.09 MR
60 metros barreiras: Christina Clemons (USA), 7.91
Triplo Salto: Neele Eckhardt (GER), 14.17m