“Os Jogos Impossíveis” em Oslo

 

Os organizadores do tradicional Bislett Games, de Oslo, um dos integrantes da Liga Diamante, afirmaram ontem a intenção de manter a sua prova para 11 de junho, mas num formato diferente.

“Os Jogos Impossíveis” no Estádio Bislett serão realizados de acordo com as restrições da pandemia e o distanciamento social decretado pelo governo da Noruega e contarão com atletas de classe mundial. Sebastian Coe, presidente da World Athletics e presidente do conselho da Liga Diamante, confirmou que a WA financiará o evento com 50.000 dólares. «E da Associação Norueguesa de Atletismo, conseguimos dinheiro para financiar alguns dos dispositivos técnicos necessários para implementar o conceito. E sou muito grato pelo apoio e confiança que os nossos patrocinadores nos mostraram neste momento difícil», acrescentou o diretor do evento Steinar Hoen.

E mais foi desvendado. O evento principal neste modelo único será uma tentativa de recorde mundial de 300 m barreiras por Karsten Warholm. A marca é 34,48 segundos e ele já correu 34,26 segundos em pista coberta. O campeão mundial do lançamento do disco de Doha 2019, Daniel Stahl, da Suécia, competirá em Bislett contra o compatriota e finalista do Campeonato do Mundo Simon Pettersson e outro finalista do campeonato do mundo, o norueguês Ola Stunes Isene.

Inédita a prova de salto com vara. O recordista mundial Mondo Duplantis enfrentará o norueguês Sondre Guttormsen num duelo de salto com vara em Bislett, mas a milhares de quilómetros de distância, eles também competem contra o ex-recordista mundial, a lenda francesa Renaud Lavillenie, que salta em casa, literalmente, no seu jardim em Pérignat-lès-Sarliève.

Mais, com a ajuda da técnica “wavelight” (uma lebre luminosa de leds), Karoline Bjerkli Grøvdal tentará uma corrida solitária para bater o recorde norueguês de Grete Waitz de 3000 m. O está em em 8.31.75.

Outra prova pouco usual, de 200 metros barreiras, registará o duelo entre Amalie Iuel e Isabelle Pedersen, especialistas de 400 m barreiras e 100 m barreiras, respetivamente. O campeão mundial norueguês de 100 metros do Campeonato Mundial Paralímpico, do ano passado, Salum Kashafali, participará numa prova da distância, e haverá ainda um encontro nórdico em 600 metros, entre a norueguesa Hedda Hynne e a sueca Lovisa Lindh, em pistas separadas.

A finalizar, Hoen afirma estar ainda em conversações com o clã Ingebrigtsen, «num diálogo positivo, mas os eventos ainda precisam ser decididos».