Bis de Inês Monteiro na Volta ao Funchal

Inês Monteiro venceu no Funchal (foto de arquivo)

Esta foi a noite da 59ª edição da Volta ao Funchal, tradicional S. Silvestre madeirense, que registou mais de 4000 inscritos, entre os quais o presidente do Governo Regional daquela região autónoma.

Com quatro momentos de partida, iniciando-se com os corredores de elite, a prova masculina foi muito disputada, com o eritreu Yemane Hailiselasie a ser bem mais forte, terminando a prova em 16.28 minutos, um recorde do percurso da Volta ao Funchal, que tem 5850 metros. Atrás dele ficou o espanhol António Abadia, que terminou em 16.39, e que não conseguiu revalidar o triunfo do ano passado.

Para o eritreu, «esta foi uma prova muito bonita, com atletas de bom nível, e muita gente a ver a corrida».

No último degrau do pódio da Volta ao Funchal ficou outro espanhol Juan Moreno, que terminou em 16.44, deixando o madeirense Alberto Paulo, do Sporting, a ser quarto classificado, com 17.18. «Ainda não tenho o ritmo competitivo dos atletas que ficaram à minha frente, por isso considero ter feito uma boa prova», referiu o atleta em declarações à Antena 1 Madeira.

No quinto lugar ficou outro madeirense, Bruno Moniz, do Água de Pena (17.35).

Bis de Inês Monteiro

Em femininos, mesmo com um engano, «pensava que ia logo para a meta, mas ainda tinha que fazer uma outra volta e desgastei-me muito com isso, o que levou a que sofresse ainda mais nos últimos metros», disse a vencedora, Inês Monteiro, que terminou a Volta ao Funchal em 16.10 minutos, mais dois segundos que na vitória de 2016. «Nunca me senti bem. Não sei se foi do calor, mas foi mais difícil do que pensava», concluiu.

A segunda classificada foi a espanhola Maria Jose Perez (19.14) e a madeirense, do Estreito, Cátia Santos (19.33), subiu ao último lugar do pódio.

Nas posições imediatas ficaram as madeirenses Joana Soares (21.02) e Daniela Sousa (21.10).

Resultados completos poderão ser consultados na página da prova.